close
logorovivo2

Junta de Serviço Militar alerta jovens para prazo de alistamento

Junta de Serviço Militar alerta jovens para prazo de alistamento

DA REDAÇÃO

12 de Fevereiro de 2009 às 16:55

Junta de Serviço Militar alerta jovens para prazo de alistamento

FOTO: (Divulgação)

 
A Junta de Serviço Militar de Porto Velho está alertando os jovens que nasceram em 1991 para a obrigatoriedade de comparecer ao órgão para fazer o alistamento militar. A apresentação na Junta regulariza a situação do mesmo junto às Forças Armadas. Sem isto, ele estará sujeito a uma série de restrições, ficando proibido de votar, fazer faculdade ou exercer cargos públicos, entre outras sanções. A inscrição para o alistamento foi aberta no dia dois de janeiro e será encerrada em 30 de abril. “O problema é que até agora apenas cerca de mil dos 4 mil jovens que devem se alistar neste ano se apresentaram e se o pessoal deixar para a última hora, terá que enfrentar filas”, alerta o secretário da Junta, Júlio Mercado.
 
Para fazer o alistamento, o interessado deve comparecer na Junta entre 7h30 e 8h, portando Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento, uma foto 3 X 4 e saber informar o endereço completo. Todos aqueles que se apresentarem no horário citado serão atendidos, afirma Júlio Mercado. No órgão, ele passará por uma entrevista e receberá um Certificado de Alistamento, onde consta o horário e dia em que terá que se apresentar na unidade militar. Este documento o deixa quites com as obrigações militares. A Junta está localizada na rua José do Patrocínio, 825, bairro Centro, atrás da sede da Prefeitura.
 
Segundo Júlio Mercado, cerca de 80% dos jovens que se apresentam manifestam a vontade de servir ao Exército e neste ano há 700 vagas em Porto Velho,  no 5º BEC, 17ª BIS, Base Aérea, Hospital da Guarnição, 31ª Circunscrição de Serviço Militar e 17ª Base Logística. Na turma deste ano, além dos 4 mil jovens que devem se alistar, serão incluídos mais 1.500 que deixaram de se alistar no ano passado. As incorporações são decididas nas unidades militares.
 

Os jovens que servem às Forças Armadas ganham uma ajuda de custo de um salário mínimo e podem participar de cursos e treinamentos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS