close

Projetos coletivos são futuro da web, diz fundador da Wikipédia

Para James Wales, colaboração chegará aos vídeos e músicas nos próximos anos Renato Cruz Tamanho do texto? A A A A

DA REDAÇÃO

1 de Novembro de 2008 às 10:08

Projetos coletivos são futuro da web, diz fundador da Wikipédia

FOTO: (Divulgação)

Jimmy Wales é o criador do projeto de colaboração na internet de maior sucesso em todo o mundo. Em 2001, ele criou a Wikipédia, enciclopédia que permite a participação de qualquer internauta na sua construção. Segundo o serviço Alexa, é o oitavo site mais visitado do mundo. A enciclopédia deve receber pelo menos 684 milhões de visitantes este ano. Ela tem 75 mil colaboradores ativos (que não recebem nada pelo trabalho), com mais de 10 milhões de verbetes em mais de 250 línguas.

"Eu acho que o modelo de wiki pode ser aplicado em muitas áreas", disse Wales, em entrevista por telefone. "É uma coisa que cresce continuamente. Acho que vão acontecer muitas coisas interessantes em vídeo e música nos próximos anos. Ainda não temos projetos colaborativos de larga escala nessas áreas, são mais trabalhos individuais. Acho que vão surgir, nos próximos anos, projetos maiores. Isso não aconteceu porque ainda não temos as ferramentas necessárias para tornar isso possível."

No próximo dia 10, Wales vai participar de um evento em São Paulo sobre conhecimentos livres, que marcará a chegada da Wikimedia (organização sem fins lucrativos responsável pela Wikipédia) no Brasil. "O português é uma das maiores linguagens na Wikipédia, com muito conteúdo gerado no Brasil", explicou Wales. Ontem, existiam mais de 436 mil verbetes em português. O fundador da Wikipédia calcula que o grupo principal de colaboradores do site no Brasil tem de 50 a 100 pessoas.

EFEITOS DA CRISE

Além da Wikipédia, que é sustentada por doações, Wales criou a Wikia em 2004, que permite às pessoas criarem sites colaborativos, com mais de 10 mil comunidades. No começo do ano, Wales criou o buscador Wikia Search. "Tenho dedicado bastante do meu tempo ao projeto de buscas", disse o executivo. Recentemente, a Wikia Search lançou o WiseApps, um conjunto de ferramentas que permite aos desenvolvedores criar pequenos aplicativos de busca, com tecnologia da Wikia, para colocar em outros sites.

Este mês, a Wikia reduziu em 10% sua força de trabalho, ficando com cerca de 40 pessoas. "Olhamos a situação econômica do próximo ano e tentamos focar a energia de forma diferente", disse Wales, acrescentando que eles tiraram gente da operação e estão contratando para o comercial. "No final, devemos ficar com o mesmo número de pessoas."

Ele disse que ainda é difícil dizer qual será o impacto da crise nos anúncios da internet. "Acho que não será o segmento mais afetado da publicidade", afirmou. "Anunciar na internet é mais eficiente e acho que a situação será melhor do que em formas menos eficientes de publicidade."

Para a Wikipédia, ele prevê crescimento do tráfego e dificuldades maiores para conseguir doações. "Acho que a crise pode ter um efeito interessante na audiência da internet. As pessoas vão sair menos, porque é mais caro, e devem passar mais tempo na rede. Deve haver um aumento de tráfego.

Ao mesmo tempo, a Wikipédia é uma empresa sem fins lucrativos, nós dependemos de doações, e pode ficar um pouco mais difícil de conseguir doações no próximo ano. É uma coisa em que precisamos ficar de olho."

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS