close

São Lucas e Sipam firmam acordo de recuperação do meio ambiente no Rio Verde

São Lucas e Sipam firmam acordo de recuperação do meio ambiente no Rio Verde

DA REDAÇÃO

28 de Setembro de 2008 às 09:19

São Lucas e Sipam firmam acordo de recuperação do meio ambiente no Rio Verde

FOTO: (Divulgação)

A Faculdade São Lucas e o Sipam (Sistema de Proteção da Amazônia) firmaram acordo de cooperação técnica para a execução de programas de recuperação de mata ciliar e de áreas degradadas na região do Rio Verde. O acordo é resultado de trabalho preliminar realizado pelos professores Luciano Pedrosa de Vasconcelos e Ana Cristina Ramos de Souza, do Curso de Ciências Biológicas da Faculdade São Lucas, na região do Rio Verde. O ato de assinatura do convênio de cooperação técnica contou com a presença do diretor geral do Sipam, Marcelo de Carvalho Lopes, do gerente do Sipam em Porto Velho, José Neumar da Silveira, do diretor administrativo do Sipam, Rogério Guedes, e do diretor financeiro da São Lucas, Jaime Gazola. Para Marcelo Lopes, o acordo de cooperação técnica firmado com a Faculdade São Lucas é extremamente importante porque vai permitir a recuperação de áreas ambientais degradadas no estado. “O Sipam quer ampliar as ações de recuperação e preservação ambiental e essa parceria com a Faculdade São Lucas vai reforçar esse trabalho de conscientização das comunidades”, destacou Marcelo Lopes. Ele destacou sua preocupação com as mudanças climáticas registradas no mundo, com algumas manifestações atípicas da natureza. O diretor financeiro da São Lucas, Jaime Gazola, salientou a importância do acordo de cooperação técnica celebrado com o Sipam. “Entendemos que as parcerias são essenciais para a concretização de projetos ambientais e a Faculdade São Lucas fará de tudo para corresponder”, disse. O gerente Neumar da Silveira acentuou que os servidores do Sipam em Porto Velho já estão sendo beneficiados com ações preventivas desenvolvidas pelo Departamento de Medicina da São Lucas. A professora Ana Cristina Ramos de Souza disse que, em visita feita à região do Rio Verde, ficou constatado o elevado índice de queimadas que já comprometem a área de preservação ambiental Jacundá. “Ficamos impressionados com a incidência de queimadas na região e preocupados com os mananciais”, disse a professora, acrescentando que será providenciado um banco de sementes de espécies da região para o projeto de recuperação de mata ciliar e de áreas degradadas. *VEJA TAMBÉM: * Fonoaudiologia da São Lucas apresenta pesquisas em Congresso Internacional * Curso de Fisioterapia da São Lucas é reconhecido com nota máxima do MEC

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS