close

Funcionários da prefeitura furam a fila para cadastro no Residencial Novo Horizonte

Funcionários da prefeitura furam a fila para cadastro no Residencial Novo Horizonte

DA REDAÇÃO

1 de Agosto de 2008 às 07:02

Funcionários da prefeitura furam a fila para cadastro no Residencial Novo Horizonte

FOTO: (Divulgação)

 

CONFIRA O VÍDEO CLICANDO AQUI

A Prefeitura de Porto Velho realizou nesta semana, durante dois dias, o cadastramento de pessoas interessadas em adquirir através da Caixa Econômica Federal, 190 casas no conjunto residencial Novo Horizonte, obra do Governo Federal. O posto de inscrição foi instalado na sede do Centro Menor Salesiano, no bairro areal, onde cerca de 3000 pessoas dormiram nas calçadas em busca do sonho da casa própria. Muitas em barracas, outras ao relento.

Os mais afoitos chegaram já no último sábado, iniciando a via crucis dos interessados em conseguir uma senha para ser atendido pela administração municipal, através da Semur – Secretaria Municipal de Regularização Fundiária.
Houve muito bate boca, empurra-empurra e até agressões físicas. Tudo por conta de se tentar conseguir uma senha. No dia da abertura dos portões (terça-feira, 29), novos entreveros marcaram a entrada dos moradores nas dependências da instituição, onde os munícipes passavam primeiro pelo Ginásio, depois eram encaminhados ao centro de informática, onde 48 computadores foram disponibilizados ao município para se efetuar o cadastro.
Acontece que muita gente ficou na fila e dormiu na calçada à toa. Funcionários públicos foram supostamente beneficiados pela Prefeitura, ao permitir que os mesmos, que se encontravam trabalhando no local, fazendo o atendimento do povo, também fizessem o cadastro sem passar pelo martírio da fila.
A secretária municipal da Semur,  Fernanda Kopanakis,  disse que é perfeitamente legal o servidor público municipal fazer o cadastro para obter o benefício da casa própria. Disse também que todos servidores públicos que fizeram o cadastro pegaram senhas para tanto.
Não foi isso que a reportagem do jornal flagrou. Os servidores chegaram por volta de 7h, entraram para a sala de informática, sem pegar nenhuma senha como os contribuintes municipais que estavam na fila há dois dias. A reportagem do Rondoniaovivo, utilizando uma câmera escondida, flagrou uma funcionária explicando aos servidores, dentro da sala de informática, que eles poderiam fazer suas inscrições para o Residencial, porém o fizessem só no final do expediente. O repórter então se dirigiu a mesma e perguntou se quem estava trabalhando poderia também fazer sua inscrição. A funcionária respondeu que eles não poderiam fazer a própria inscrição, mas trocariam entre eles, os feitores do processo cadastral.
A liberação dos que estavam trabalhando no cadastro para se inscreverem, sem pegar fila ou senha, se não é ilegal, pelo menos é imoral, mostrando total falta de respeito ao contribuinte de Porto Velho, já que milhares de pessoas enfrentaram sol escaldante, dormiram no chão e funcionários públicos, no ar condicionado, recebem supostos privilégios em detrimento ao cidadão portovelhense. O Rondoniaovivo entregou cópia do vídeo ao Ministério Público para apuração.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS