close
logorovivo2

Notícias da Região Norte - Acre, Amazonas e Roraima

Notícias da Região Norte - Acre, Amazonas e Roraima

DA REDAÇÃO

22 de Julho de 2008 às 08:07

Notícias da Região Norte - Acre, Amazonas e Roraima

FOTO: (Divulgação)

Acre - Adolescente é executado com um tiro Até a tarde de ontem, a polícia da capital não tinha pistas que elucidassem uma execução no final de semana, em um balneário à margem do Igarapé Judia, bairro Belo Jardim. A vítima foi Natanael Assis de Freitas, de apenas 15. O adolescente agonizava na tarde de sábado quando foi encontrado com um tiro na cabeça. Dois jovens, supostamente menores, foram vistos com Natanael. Investigadores que cuidam do caso estão tendo dificuldades para obter pistas pelo fato de a vítima ter um comportamento exemplar e, apesar da pouca idade, ser extremamente responsável, a ponto de trabalhar para ajudar a mãe. Natanael aparentemente não tinha inimigo, pelo contrário. No início da tarde de sábado, dois rapazes chegaram ao posto onde ele lavava carros e juntos saíram, afirmando que tomariam banho no Igarapé Judia. Cerca de uma hora depois, um homem que passava no local o encontrou caído com uma bala na cabeça. Natanael ainda estava vivo. O sargento Amarildo disse que, quando chegou ao local, o adolescente estava morto. Fonte Jornal a Tribuna Roaraima PF e Civil investigam morte de gerente da Conab O cadáver encontrado no bairro Paraviana, embaixo de uma árvore, entre as ruas Aroeira e Sucupira, foi identificado na manhã desta segunda-feira. Trata-se do gerente regional da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Danilo Aguiar de Sá, 52. A polícia está trabalhando com as hipóteses de crime passional ou crime de latrocínio (roubo seguido de morte). O gerente foi reconhecido pelo militar aposentado Aurean Almeida Sena, após a publicação da notícia no jornal Folha de Boa Vista. Danilo foi visto com vida pela última vez na madrugada de domingo (20), por um vizinho por volta das 2h, quando chegou em casa acompanhado de um homem moreno, de bigode, boné e blusa preta. Testemunhas contaram que ele chegou a se reunir na manhã de sábado para acertar os últimos preparativos da viagem que faria ao Município de São João da Baliza, no Sul do Estado, onde participaria de um evento do Governo Federal. Segundo informações de Aurean, os representantes dos órgãos federais acertaram de seguir viagem por volta das 4h. Entretanto, quando foram até a residência de Danilo, na madrugada de segunda-feira, ele não atendeu. O carro particular do gerente, um Logan de cor vinho, Placas NAT-1423, estava estacionado na frente da casa onde ele morava. Por volta das 7h30, Sena teve acesso à notícia por meio da Folha e se dirigiu até o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL), onde reconheceu o corpo de Danilo Aguiar. O departamento jurídico da Conab foi acionado e providenciou a documentação necessária para a liberação do corpo para sepultamento. PF - Um veículo modelo Siena, de cor branca, placas NAV-1330, de propriedade da União, que estava sob a responsabilidade de Danilo, desapareceu da garagem da residência da vítima. O crime estava sendo investigado pela Delegacia-Geral de Homicídios (DGH), mas, com o desaparecimento de um veículo pertencente à União, a Polícia Federal entrou no caso e deu início a uma investigação paralela. Após a identificação do corpo, a Polícia Federal começou a ouvir pessoas próximas a Danilo. Ele era proprietário de uma lanchonete denominada Papito e os primeiros a serem ouvidos na Superintendência foram os dois funcionários. Ao final da tarde, uma testemunha foi levada para a delegacia, após informar à polícia que viu Danilo chegando na sua residência por volta das 2h de domingo, na companhia de um homem moreno, de bigode, boné e blusa preta. A testemunha disse que foi dormir por volta de 4h e Danilo ainda não havia deixado a casa. Carro da vítima foi usado pelos criminosos Por volta das 17h30 de ontem, a reportagem da Folha esteve na residência de Danilo e conversou com um vizinho. Ele contou que viu o gerente pela última vez por volta das 18h de sábado. E relatou ainda que o gerente era muito metódico, causando estranheza ele ter deixado o carro estacionado no meio da rua. A reportagem se aproximou do veículo e notou que o mesmo estava aberto e com manchas de sangue nos vidros e banco traseiro. A DGH foi acionada e a equipe do Instituto de Criminalística, juntamente com peritos da PF, constatou que o veículo foi utilizado pelos criminosos. O retrovisor e pára-lamas esquerdos estavam danificados e havia certa quantidade de sangue no interior do porta-malas, que pode ter escorrido do banco traseiro. A rua Agnelo Bittencourt foi interditada para realização da perícia. Também foi realizada perícia na residência da vítima, onde não foi constatada nenhuma alteração nos móveis que pudesse contribuir para elucidação do caso. Quanto ao veículo Siena, suspeita-se que ele tenha sido usado pelos criminosos para fugir do Estado, visto que possui placa branca e isso facilitaria sua passagem nas fiscalizações. O corpo de Danilo foi transladado para Brasília ainda na noite de ontem, em um vôo comercial. Danilo veio para Roraima três vezes, nos anos de 2001, 2003 e em 2005, quando assumiu a gerência da Conab no Estado. Ele era cotado para ser superintendente da companhia, visto que a instituição deve ser transformada em Superintendência em breve. Antes de morrer, ele teve participação no livro Retalhos, que reuniu contos, artigos, crônicas e poesias de diversos autores. O CRIME – O corpo de Danilo foi localizado em um terreno baldio. O corpo tinha mais de quarenta perfurações e ele teve o pescoço decepado. A polícia chegou até o local após receber o comunicado de um vigia que trabalha no Posto de Saúde Silvio Botelho. FonteFolha web AmazonasReceita Federal faz balanço sobre apreensões de drogas no Amazonas As ações da alfândega da Receita Federal do Porto de Manaus, registraram neste primeiro semestre do ano, oito apreensões de drogas que seriam enviadas para o território nacional e exterior como encomenda expressa dos Correios. Entre os 14 quilos de entorpecentes, a cocaína liderou as apreensões, principalmente nas correspondências que tinham como destino nacional o Estado do Maranhão e internacionais Amsterdã, na Holanda e Valença e Barcelona, na Espanha. As mercadorias ilícitas foram escondidas em objetos como livros, sandálias, camisas e frascos de shampoo. FontePortal amazonas

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS