close

Amazonas - OAB critica aceno do Judiciário no caso Dorothy

Amazonas - OAB critica aceno do Judiciário no caso Dorothy

DA REDAÇÃO

8 de Maio de 2008 às 08:00

Amazonas - OAB critica aceno do Judiciário no caso Dorothy

FOTO: (Divulgação)

Em nota divulgada nesta quarta-feira (7), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) classificou de “muito ruim” o aceno dado pelo Poder Judiciário com a absolvição do fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura (Bida), acusado de ser o mandante do assassinato da missionária norte-americana Dorothy Stang. Dorothy foi morta a tiros, há três anos, no municíipio paraense de Anapu. Por cinco votos a dois, Bida foi absolvido na terça (6) em julgamento na 2ª Vara do Júri de Belém. Foi o segundo julgamento a que o fazendeiro respondeu. O advogado Eduardo Imbiriba, que defendeu Bira, pediu a absolvição do acusado sustentando a tese de negativa de mando do crime. De acordo com a nota, o presidente da OAB, Cezar Britto, reforça o fato de um júri ter condenado à pena máxima Rayfran das Neves Sales, que atuou como intermediador no assassinato de Dorothy, enquanto outro júri absolveu Bida por completo. “Essa diferença pode e deve ser corrigida pelo tribunal na segunda instância”, afirma Britto. Pedido de novo julgamento O promotor Edson Souza, que atuou na acusação, informou que vai entrar com recurso em um prazo máximo de cinco dias, a contar de hoje, pedindo um novo julgamento para Bida, mas não acredita que isso possa acontecer ainda neste ano. Brasileira naturalizada, a missionária, que nasceu nos Estados Unidos, trabalhava há mais de 30 anos em pequenas comunidades e defendia o direito à terra e à exploração sustentável da Amazônia.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS