close

Promotoria de Ji-Paraná entrega estudo do Sipam apontando áreas para construção de aterro sanitário no município

Promotoria de Ji-Paraná entrega estudo do Sipam apontando áreas para construção de aterro sanitário no município

DA REDAÇÃO

25 de Abril de 2008 às 14:56

Promotoria de Ji-Paraná entrega estudo do Sipam apontando áreas para construção de aterro sanitário no município

FOTO: (Divulgação)

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Ji-Paraná, entregou na manhã de hoje (25), à Prefeitura, um estudo técnico produzido pelo Centro Técnico e Operacional (CTO-PV) do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), apontando as áreas de maior aptidão para a construção do aterro sanitário municipal. O ato de entrega do estudo aconteceu na sede da Promotoria de Justiça e contou com a participação do Coordenador de Planejamento e Gestão do Ministério Público (COPLAN), Promotor de Justiça Marcos Valério Tessila, da Promotora de Justiça Eiko Danieli Vieira Araki, do chefe da Divisão de Sistematização da Informação do Sipam Luiz Gilberto Dall´Igna, do Prefeito de Ji-Paraná José de Abreu Bianco, secretário municipal de Meio Ambiente Assis Canuto e o Procurador do Município Armando Rigoto. De acordo com a Promotora de Justiça Eiko Danieli Vieira, atualmente o município utiliza um aterro sanitário provisório. “O Ministério Público vem cobrando da Prefeitura de Ji-Paraná a construção do aterro sanitário definitivo. O município alegava dificuldade na elaboração de um estudo para apontar as áreas de maior aptidão para a construção do aterro. No ano passado conversamos com os técnicos do Sipam e solicitamos o pedido para a realização desse estudo, o que foi prontamente atendido.” O chefe da Divisão de Sistematização da Informação do Sipam, Luiz Gilberto Dall´Igna, foi o responsável pela produção do estudo. Ele informou que as informações coletadas para elaboração do trabalho são da base de dados do próprio Sipam. O trabalho consumiu 30 dias e obedeceu os critérios estabelecidos na legislação ambiental.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS