close

Representantes do grupo Votorantim acompanham licença ambiental para implantação de fábrica em Porto Velho

Representantes do grupo Votorantim acompanham licença ambiental para implantação de fábrica em Porto Velho

DA REDAÇÃO

23 de Abril de 2008 às 14:28

Representantes do grupo Votorantim acompanham licença ambiental para implantação de fábrica em Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

Representantes do grupo Votorantim acompanharam na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), na última semana, o trâmite do processo de licença ambiental para a implantação de uma fábrica de cimento, em Porto Velho. Em reunião realizada com o secretário da Sedam, Cletho Muniz de Brito e equipe técnica do órgão, discutiram o andamento do processo de instalação da indústria. De acordo com o secretário da Sedam, por enquanto a análise do processo está atendendo as exigências, mas terá que ser feita audiência pública para o empreendimento poder ser instalado. Os representantes ainda buscaram informação para uma possível mudança de implantação do projeto. Segundo o grupo Votorantim, a modificação atenderia o canteiro de obras da construção do Complexo Hidrelétrico do Madeira que será no lado esquerdo do rio Madeira facilitando o carregamento do cimento e diminuindo os impactos ambientais da fábrica. Para o grupo a alternativa é viável economicamente. Por sua vez, Brito alertou que se houver mudança nas instalações do empreendimento, a Sedam terá que realizar novos estudos ambientais para poder viabilizar o projeto. "A empresa deverá apresentar um trabalho ambiental nesta localidade cumprindo todas as normas, leis e exigências para ter a possibilidade de executar a iniciativa nesta outra região", disse o secretário da Sedam. O grupo afirmou que o empreendimento não é apenas para a obra das usinas do Madeira é para atender toda a região. A escolha da cidade de Porto Velho é dita como "estratégica", pois a empresa visa atender a crescente demanda da construção civil no município. Disseram também que o processo de licitação da área no km 13 da BR 364, sentido Cuiabá, continua e prevêem entrar em funcionamento em agosto deste ano. *VEJA TAMBÉM: * Confirmada decisão que suspendeu cobrança de ICMS de empresa que comercializa couros em Cacoal * Ações de combate e prevenção às queimadas são discutidas em Seminário

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS