close
logorovivo2

Aumento no índice de trotes telefônicos em Ouro Preto do Oeste vira caso de polícia

Aumento no índice de trotes telefônicos em Ouro Preto do Oeste vira caso de polícia

DA REDAÇÃO

19 de Janeiro de 2008 às 09:23

Aumento no índice de trotes telefônicos em Ouro Preto do Oeste vira caso de polícia

FOTO: (Divulgação)

Alguns moradores do município de Ouro Preto do Oeste vêm recebendo diariamente trote telefônico, e a situação continua se alastrando, inclusive com inúmeras ocorrências de tentativa de suborno contra moradores registrados na Delegacia de Polícia de Ouro Preto do Oeste. *Segundo uma senhora vítima de um trote telefônico (que não quis se identificar com medo de sofrer retaliação), ela recebeu uma ligação pedindo para que comprasse R$ 300 em créditos telefônico da operadora TIM, e passasse a numeração dos cartões e seus dados pessoais, que ela tinha acabado de ser sorteada e teria ganho na promoção do SBT um carro novo e mais R$ 50 mil em prêmios e se ela comprasse mais R$ 200 em créditos celulares ganharia uma casa nova no valor de R$ 200 mil. *Mas os trotes não param por aí não, segundo Roni Tosta proprietário do site www.ouroprerodooeste.com, ele recebeu uma ligação a cobrar em seu telefone dizendo que era da Brasil Telecom e pediu seus dados pessoais para renovação do contrato da internet. “Achei estranho a Brasil Telecom me ligar a cobrar, uma operadora com o porte dela, desliguei o telefone e na mesma hora liguei na central de atendimentos, e realmente eu estava próximo de ser enganado, era um trote telefônico querendo meus dados pessoais”, disse Roni Tosta. *Segundo o policial civil, Willians Oliveira, os trotes vem acontecendo corriqueiramente em Ouro Preto. “Queremos alertar a população que quando suspeitar de algo muito fácil oferecido ao telefone que desligue imediatamente, as informações que estamos tendo é que essas ligações vem sendo realizadas por presidiários do estado do Rio de Janeiro, que ligam de dentro dos presídios pedindo para as pessoas comprarem créditos para celular, dizendo estar prestes a ganhar prêmios, casas, carros e em troca pedem para as vitimas passarem a numeração do cartão”, disse o policial. *“O crédito passado para os presos são para eles ligarem para pessoas de alto poder aquisitivo, forjando um seqüestro de algum dos familiares pedindo para que se deposite, uma quantia alta de dinheiro em uma conta bancária”, concluiu Willians Oliveira.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS