close
logorovivo2

Pronto-socorro estadual prepara escala e 20 médicos estarão em alerta para atender neste período de festa

Pronto-socorro estadual prepara escala e 20 médicos estarão em alerta para atender neste período de festa

DA REDAÇÃO

22 de Dezembro de 2007 às 10:44

Pronto-socorro estadual prepara escala e 20 médicos estarão em alerta para atender neste período de festa

FOTO: (Divulgação)

As festas de final de ano, cujos temas estão associados à paz e harmonia, para muitos acabam sendo marcadas por tragédias. Nesse período, o índice de acidentes e de vitimas da violência tendem a aumentar em relação aos meses anteriores. Diante deste fato, o Hospital e Pronto-Socorro Estadual João Paulo II, que atende casos de urgências e emergências da capital e do interior do Estado, preparou uma escala de plantão emergencial, e ampliou, em 25 %, em média, o número de profissionais envolvidos no atendimento direto. Segundo a diretoria do Hospital, o trabalho envolverá médicos clínicos e especialistas, enfermeiros e auxiliares, que se revezarão num plantão de 24 horas, e que a escala manterá 3 cirurgiões, 2 clínicos, 2 ortopedistas, 2 anestesistas. Outros 20 médicos também estarão de sobreaviso, prontos para atender a qualquer hora. Enfermeiros, auxiliares e funcionários de apoio também tiveram reforço em suas escalas de trabalho. O diretor da unidade, Roni Peterson de Lima Rudek, informou que, de janeiro a novembro deste ano a unidade atendeu 55.372 pessoas dos 52 municípios de Rondônia. Incluindo 4.415 casos de acidentes de transito e 1.525 vitimas de violência envolvendo agressão física, esfaqueamento e tiro. “Com essa escala reforçada nossa expectativa é de poder atender o acentuado volume de casos ocorrentes nesse período do ano”, disse Roni. O diretor ainda informa que a maior demanda de atendimento no pronto-socorro da unidade é de pacientes do município de Porto Velho, cujo volume representa 86,48%. “Seria muito importante para a população se as policlínicas da capital também se empenhassem, principalmente nesse período, no sentido de prepara uma escala reforçada para cumprir com mais abrangência os procedimentos que lhes cabem. Dessa forma, o inchaço no Pronto-Socorro do Hospital João Paulo seria amenizado, e nos possibilitaria uma assistência ainda melhor aos pacientes”, concluiu. *VEJA TAMBÉM * Mulher de 21 anos é estuprada no distríto de Extrema- interior de Rondônia * João Paulo II terá plantão reforçado para as festas de final de ano

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS