close

BASTIDORES: CBF Social do Futebol Feminino promove palestras em Porto Velho

O evento aconteceu no auditório do Conselho de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero)

FUTEBOL DO NORTE

12 de Novembro de 2019 às 10:49

BASTIDORES: CBF Social do Futebol Feminino promove palestras em Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

Um momento de repúdio ao racismo não apenas no futebol fechou o primeiro dia de realização do CBF Social do Futebol Feminino que teve início na segunda-feira, 11, com uma maratona de palestras envolvendo assuntos importantes e que contou com a participação de um grande número de público presente. O evento aconteceu no auditório do Conselho de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), quando foram debatidos assuntos que contribuem para o desenvolvimento do futebol feminino em Rondônia. Promovido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e coordenado pela Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), o CBF Social desembarcou em Porto Velho com importantes nomes do futebol feminino, como a ex-jogadora da Seleção Brasileira Feminina de Futebol, Delma Gonçalves, conhecida mundialmente como Pretinha.

 

O presidente da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), Heitor Costa, fez a abertura do evento destacando a importância da valorização do futebol feminino reforçando que merece ser lembrado e exaltado não apenas em momentos de grandes competições, mas de forma consistente e profissional. Heitor enalteceu a presença de grandes nomes do futebol feminino que estão em Porto Velho para que possam contribuir pelo crescimento da modalidade em todo o Estado.

 

Segundo o gerente de Desenvolvimento Técnico, Responsabilidade Social e Sustentabilidade da Confederação Brasileira de Futebol, Diogo Netto, o principal objetivo do CBF Social é oportunizar e capacitar jovens que sonham em se tornarem jogadoras. Para isso, o evento traz temas específicos da modalidade, com palestrantes de alto nível que possibilitam aos participantes vasto conhecimento das atividades que passam não somente pelos ensinamentos esportivos, mas também lições de vida a exemplo da ex-jogadora Pretinha que contagiou a todos com toda sua experiência nos gramados do Brasil e do mundo.

 

Após a apresentação do gerente de Desenvolvimento Técnico da CBF, foi iniciada a palestra que retratou as habilidades técnico-táticas, discutidas através do professor Ricardo Leão de Andrade, instrutor da CBF Academy. Em seguida, o médico ortopedista, José Wilson Serbino, trouxe à tona o tema: Especialidade das Lesões Musculoesqueléticas no Futebol Feminino. Doutor Serbino, como é conhecido em Porto Venho, foi o responsável por várias cirurgias de jogadores e membros da arbitragem rondoniense.

 

Também durante o ciclo de palestras, os participantes ouviram atentamente as explanações do médico Jorge Bitum, que abordou sobre a prevenção ao doping para jogadoras de futebol fazendo uma definição sobre dopagem e suas responsabilidades.

 

MULHERES NO FUTEBOL

 

Como o evento visa discutir o futebol feminino, o ciclo de palestra reservou para o final a participação de três grandes personalidades da modalidade a começar pela vice-presente do Clube de Regatas Vasco da Gama (RJ), Sônia Andrade, que falou de sua experiência com o tema "A Mulher na Gestão do Futebol". Em seguida, a renomada árbitra assistente de Rondônia, Márcia Bezerra, do quadro de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol.

 

Sargento da Polícia Militar do Estado de Rondônia, Márcia Bezerra, contou um pouco de sua trajetória na arbitragem local, nacional e mundial. Ela lembrou de sua história na arbitragem resgatando que após uma longa temporada de estágio na várzea rondoniense, em 1996 fez o curso para árbitra assistente e dois anos depois foi integrada ao quadro da CBF para representar o Estado nos campeonatos de futebol por todo o país. As boas atuações renderam-lhe anos depois a honra de ser escolhida como uma das quatro mulheres do Brasil para fazer parte do quadro de árbitras assistentes da Fifa.

 

Coube a ex-jogadora Pretinha a missão de encerrar o ciclo de palestras, com uma conversa aberta e descontraída envolvendo a todos os participantes. Ela falou sobre o tema “Uma vida dedicada ao futebol feminino” e demonstrou alegria ao ver entre os participantes uma grande conhecida e que também atuou na Seleção Brasileira: a ex-lateral da seleçãocanarinho Elissandra Cavalcante, que ficou conhecida mundialmente como Nenê. Rondoniense e apaixonada pelo futebol, Nenê mora em Porto Velho e tem atuado diretamente no desenvolvimento do futebol feminino no Porto Velho Esporte Clube.

 

Pretinha tem história na Seleção Brasileira: disputou as Olimpíadas de 1996, 2000, 2004 e 2008, quando o Brasil conquistou duas medalhas de prata consecutivas. A ex-jogadora também disputou 5 Copas do Mundo e atuou pelo Vasco da Gama, além de clubes do Japão e Coréia do Sul.

 

A ex-jogadora destacou como lamentável o caso de racismo que marcou o fim de semana de futebol. A situação aconteceu no clássico ucraniano entre Shakhtar Donetsk e Dínamo de Kiev, com os torcedores visitantes ofendendo os brasileiros Dentinho e Taison. Ela contou com alegria que durante o tempo que atuou no Japão e Coréia jamais sofreu com atos desrespeitosos e destacou uma união de forças contra o racismo, a discriminação, a intolerância e o preconceito.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS