close
logorovivo2

DIAS DE GLÓRIA: Vilhena, segundo maior campeão do estado, relembra os cinco títulos

Lobo do Cerrado conquistou o campeonato rondoniense de 2005, 2009, 2010, 2013 e 2014. Participou ainda de seis edições da Copa do Brasil, três Série D e duas Copa Verde.

GE

26 de Novembro de 2018 às 10:48

DIAS DE GLÓRIA: Vilhena, segundo maior campeão do estado, relembra os cinco títulos

FOTO: (Divulgação)

Nas costas a camisa 10 e a responsabilidade de conduzir o Vilhena Esporte Clube (VEC) ao primeiro e grande triunfo no Campeonato Rondoniense. Essa história é contada por uma dos principais personagens, do até então desacreditado Lobo do Cerrado.

 

Um número pequeno de torcedores lembram-se de Valdomiro Eduardo Martins, de 41 anos. Isso porque o ex-meio de campo era conhecido por Miro, um dos ídolos do time do Cone Sul.

 

Fundado em 3 de junho de 1991, o torcedor do VEC teve que esperar 14 anos para ver o time levantar a primeira taça. O título veio depois de uma vitória de virada por 4 a 2 diante do Ji-Paraná, maior campeão do futebol de Rondônia, no Portal da Amazônia. Para o ex-camisa 10, 2005 ainda está marcado na memória.

 

- Foi uma história muito bonita que até hoje as pessoas quando me veem lembram-se desse título. É uma história que fechou com chave de ouro – disse Miro.

 

Miro ainda conta que antes de ser campeão o torcedor olhava o time com desconfiança, devido ao histórico de péssimas campanhas em campeonatos anteriores. Mas que sempre sonhou com dias melhores.

 

- Eu ia pra Cacoal jogar e via as pessoas nas ruas com a camisa do time União Cacolense e pensava, será que lá em Vilhena eu vou ver as pessoas com a camisa do VEC? Eu tinha aquilo na cabeça, depois de 2005 isso aconteceu e com o título isso aumentou – relembra.

 

Naquele ano o VEC foi campeão vencendo dez partidas, obteve cinco empates e saiu derrotado apenas uma vez, justamente contra o Ji-Paraná no primeiro jogo da final, no estádio Biancão. No jogo de volta, depois de começar perdendo por 1 a 0, o Vilhena virou e venceu por 4 a 2, encerrando um ciclo de quase uma década e meia sem título.

 

No jogo até então mais importante do Lobo do Cerrado o camisa 10 também balançou as redes.

 

- Estava 2 a 1 pra gente e o Ji-Paraná tava nos pressionando, aí teve uma jogada que sai desde o meio de campo com a bola e quando cheguei na entrada da área sofri a falta. Aí eu bati a falta rasteira, no canto esquerdo do goleiro e graças a Deus a bola entrou -

 

Depois de 2005 o Vilhena conquistou mais quatro campeonatos; 2009, 2010, 2013 e 2014. Nesse período proporcionou ao torcedor vilhenense jogos memorareis pela Copa do Brasil, quando duelou contra gigantes do futebol brasileiro.

 

 

Em 2010 empatou no Portal da Amazônia em 2 a 2 contra o Atlético Paranaense e em 2014 deu trabalho ao Palmeiras. O time do Palestra Itália que veio a Rondônia com Fernando Pras, Lúcio – campeão do mundo pela seleção em 2002 – e o chileno Valdivia teve trabalho pra vencer por 1 a 0.

 

Para o ex-jogador o nível e o reconhecimento que o Vilhena obteve se deve ao primeiro título conquistado há 13 anos. Miro sonha em ver o clube a situação diferente da que está atualmente.

 

- Meu coração é VEC, então a gente sonha em ter uma nova organização, uma nova presidência e um novo planejamento – finaliza.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS