close
logorovivo2

FUTEBOL: Com Copa no caminho, times da Libertadores mudam de cara para o mata-mata

Taça mais cobiçada do continente volta a estar em disputa a partir desta terça-feira

UOL

7 de Agosto de 2018 às 10:08

FUTEBOL: Com Copa no caminho, times da Libertadores mudam de cara para o mata-mata

FOTO: (Divulgação)

A Copa Libertadores da América volta a estar sob holofotes a partir desta terça-feira (7), quando tem início a fase de oitavas de final. Seis times brasileiros estão vivos na busca pelo título continental, mas a disputa tem contexto muito diferente daquele da fase de grupos, que terminou há mais de dois meses e teve a Copa do Mundo e o mercado da bola no caminho.

 

Um dos favoritos argentinos perdeu seu melhor jogador; um concorrente brasileiro sofreu várias perdas; e o único representante chileno passou a viver crise nos bastidores. Abaixo, segue a lista do que mudou nos 16 clubes que protagonizam os jogos das oitavas de final.

Grêmio x Estudiantes (ARG)

 

O atual campeão da Libertadores perdeu Arthur, que foi vendido ao Barcelona, mas aparenta estar tão forte quanto era antes da parada da Copa do Mundo. Já o Estudiantes de La Plata agradeceu demais o período sem jogos: a campanha no primeiro semestre foi ruim demais, salva pela classificação às oitavas da Libertadores na última bola. O treinador Leandro Benítez, que havia assumido em maio, teve um tempinho para moldar sua equipe e mudar bastante: são cinco reforços, todos relacionados para o jogo de ida — incluindo o atacante Albertengo, que deve ser titular às 21h45 (de Brasília) desta terça (7).

 

Libertad (PAR) x Boca Juniors (ARG)

 

Ao time paraguaio caiu muito mal a parada na Libertadores. Desde a fase de grupos, o Libertad demitiu seu treinador e ainda não encontrou um substituto, de modo que enfrenta o Boca Juniors com um técnico interino e sob enorme pressão por ocupar a lanterna do Campeonato Paraguaio após quatro rodadas. Já os xeneizes mantêm a base do time campeão argentino há três meses, além de terem incluído no elenco o atacante Zárate, que chega para ser titular, e o goleiro Andrada, que ainda não joga às 19h30 (de Brasília) desta quarta (8).

 

Corinthians x Colo-Colo (CHI)

 

Talvez a equipe mais modificada desde o fim da fase de grupos da Libertadores seja o Corinthians, que neste período perdeu o treinador, quatro titulares (Balbuena, Sidcley, Maycon e Rodriguinho) e cinco profissionais da comissão técnica. Agora Osmar Loss tenta reconstruir o time, tendo às 21h45 (de Brasília) desta quarta (8) um teste de fogo. Do outro lado, o Colo-Colo vive uma crise de descontentamento nos bastidores, originada pela ideia do novo diretor técnico em enxugar não só o elenco mas também a comissão técnica.

 

Cruzeiro x Flamengo

 

O único duelo exclusivamente brasileiro nesta fase da Libertadores parece unir dois adversários oscilantes. O time mineiro em grande parte é o mesmo de antes da Copa do Mundo, com a adição de Hernán Barcos ao ataque, mas a fase não é das melhores: se a equipe venceu sete dos oito jogos no mês de maio, nas últimas semanas foram quatro tropeços em sete partidas. Do outro lado, o Flamengo parece sofrer do mesmo mal: o time que voou no Brasileirão vendeu Vinícius Jr. e Felipe Vizeu, e agora é confrontado pela inconsistência. O duelo de ida é às 21h45 (de Brasília) desta quarta (8).

 

River Plate (ARG) x Racing (ARG)

 

Após investir bastante no início do ano, o River Plate não contratou nenhum nome de peso nas últimas semanas, mas pretende que Armani, Quintero, Pratto e cia. mantenham a mesma boa fase como pilares de um time que não perde desde fevereiro. Já do Racing não se sabe exatamente o que se esperar, visto que o time não joga desde maio. A apresentação às 19h30 (de Brasília) desta quinta (9), no entanto, já reserva uma mudança importante: Lautaro Martínez, então sensação da Libertadores, foi vendido e deixou o protagonismo para o não menos goleador Gustavo Bou — o ex-palmeirense Cristaldo também chegou.

 

Atlético Nacional (COL) x Atlético Tucumán (ARG)

 

O campeão de 2016 não é tão forte quanto daquela vez, como a campanha pouco impressionante da fase de grupos sugere. O Atlético Nacional mantém a maior parte da equipe do primeiro semestre, mas perde Andrés Rentería e o veterano Macnelly Torres. O time argentino, por sua vez, contratou sete jogadores sem nenhum deles ser uma estrela reconhecida. O duelo de ida acontece às 21h45 (de Brasília) desta quinta (9).

 

Palmeiras x Cerro Porteño (PAR)

 

Candidato ao título, o Palmeiras trocou Roger Machado por Felipão na tentativa de fazer o elenco render mais. O treinador chega para comandar um elenco que perdeu Keno, mas ganhou os zagueiros Gómez e Freire. Do lado paraguaio, o Cerro curte fase boa e lidera o Clausura após quatro rodadas; desde a Copa do Mundo são cinco jogos sem perder, com três vitórias. O confronto de ida é às 21h45 (de Brasília) desta quinta (9).

 

Santos x Independiente (ARG)

 

O Santos também trocou de técnico nas últimas semanas, contratando Cuca para o lugar de Jair Ventura. No mercado, o time foi atrás de nomes internacionais com experiência: o uruguaio Carlos Sánchez e o costa-riquenho Bryan Ruíz chegam à Vila Belmiro após jogar o Mundial na Rússia. No Independiente, a parada veio a calhar para uma equipe que havia tropeçado em três dos quatro jogos disputados no mês de maio: na estreia no segundo semestre, goleada por 8 a 0 na Copa Argentina. O jogo de ida é às 21h45 (de Brasília) do próximo dia 21.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS