close
logorovivo2

AGRESSÃO: Jogador do Barcelona dá chute em atleta do Real Ariquemes

Atleta do Real Ariquemes foi atingido violentamente no quinto metatarso do pé esquerdo

ASSESSORIA

17 de Março de 2018 às 11:23

Passava dos 15 min do segundo tempo, do jogo entre: Barcelona e Real Ariquemes, o placar estava em 1 a 1. Placar esse construído aos 33 min do primeiro com Callado (Barça) e Valtinho empatou aos 5 min do segundo tempo.

 

Jogo truncado, desde o momento em que a bola rolou. Arbitragem andou se perdendo no início do jogo, sem aplicação de cartões. Enfim, sem coibir futuras confusões.

 

Veja Mais

 

 

Nesse momento do jogo, houve um estouro entre os dois protagonistas: Júnior Gaúcho  (Barça) e Wagner Júnior (Real), este último já havia sido expulso quando veio reclamar do árbitro Servilio Patrício, foi quando o Júnior Gaúcho chegou perto e deu um pisao na altura do pé esquerdo do atleta do Real.

 

Expulsos, portanto os dois. O jogo ficou paralisado por cerca de 8 min em virtude da ambulância ter se deslocado até o hospital para atendimento do atleta do Real.

 

Ao reiniciar o jogo por volta dos 25 min e com os acréscimos, o Barça fez o segundo gol através de Bertozzi aos 45 min. Placar final 2 a 1 Barcelona.

 

O clube emitiu uma nota de repúdio sobre o ocorrido.

 

O Real Desportivo Ariquemes, clube de futebol, vem de público REPUDIAR e PROTESTAR contra o lamentável episódio ocorrido na noite de ontem (16) em Vilhena no Jogo Barcelona x Real pelo campeonato Estadual Rondoniense 2018. No fato, o Jogador Eroni Junior (Junior Gaúcho) após ser expulso junto ao jogador Vagner Junior do Real, agrediu nosso jogador de forma covarde, cruel e traiçoeira, causando danos ao jogador que de imediato foi encaminhado ao Hospital Municipal de Vilhena para exames médicos e posteriormente encaminhado para a Delegacia de Polícia para registro de ocorrência.

 

No mesmo episódio, os maqueiros da partida se negaram a prestar atendimento ao atleta que foi levado para a ambulância nos braços da comissão técnica do furacão do Vale do Jamari. Como se não bastasse, após o término da partida onde todos os jogadores estavam apreensivos com o ocorrido, um funcionário do clube visitado abriu o portão que dava acesso ao vestiário dos jogadores do Real para invasão de alguns torcedores que de maneira agressiva, investiram contra os mesmos.


Serve o presente instrumento, ainda, para NOTIFICAR o clube visitante, Federação e comissão de Arbitragem do evento para que tome medidas cabíveis a fins de que atos antidesportivos e agressivos como este não volte a acontecer com atletas profissionais de futebol dos clubes de Rondônia. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS