close
logorovivo2

Presidente e jogador do VEC discutem, brigam e recebem voz de prisão

Devolução de dinheiro teria motivado agressões mútuas

FOLHA DO SUL ONLINE

21 de Fevereiro de 2018 às 16:44

Presidente e jogador do VEC discutem, brigam e recebem voz de prisão

FOTO: (Folha do Sul Online)

Um bate-boca que evoluiu para pancadaria resultou na prisão do presidente do Vilhena Esporte Clube, José Carlos Dalanhol, e o jogador recém-contratado pelo clube, Bruno Caio da Silva. O incidente aconteceu na manhã desta quarta-feira, 21, no alojamento dos atletas da equipe, no bairro Jardim Eldorado.

 

De acordo com a ocorrência policial que relata o caso, Bruno, que é da cidade de Campinas (SP), teria pago R$ 1.100,00 para se transferir para o VEC, pelo qual disputaria o Campeonato Rondoniense deste ano. Dez dias após depositar o valor e entregar sua documentação, o jogador ainda não havia sido inscrito na competição. 

 

Por isso, o atleta resolveu ir embora, mas cobrou de Dalanhol a devolução dos documentos e a restituição do dinheiro. Conforme o BO, o dirigente teria dito a Bruno: “Não vou lhe devolver nada, vá à merda!”.

 

As versões apresentadas por ambos também foram anotadas no registro da ocorrência policial: Bruno alegou que cobrou apenas a papelada e o dinheiro de volta; Dalanhol alegou que o jogador queria ir embora por não se adaptar à cidade, acrescentado ter entregue os documentos, e prometendo  solucionar a questão do valor depositado.

 

Mesmo contidos pelos outros integrantes do plantel do VEC, o presidente e o jogador se agrediram, e ambos saíram da briga apresentando lesões. O carro de Dalanhol teria sido amassado. Os dois envolvidos na briga receberam voz de prisão da PM, acionada para resolver a situação, e foram levados na a Unisp.

 

O site, que não conseguiu contato com nenhum dos dois personagens se coloca à disposição deles para eventuais esclarecimentos.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS