close

Bastidores da BVQQ 2018

Conheça um pouco da rotina da Presidente da Banda do Vai Quem Quer, Siça Andrade

BANDA DO VAI QUEM QUER

8 de Fevereiro de 2018 às 08:05

Bastidores da BVQQ 2018

FOTO: (Divulgação)

Um pouco sobre o meu dia de sábado no Desfile da Banda....

 

Poucos sabem como é os bastidores, e hoje resolvi contar um pouco sobre o meu sábado de carnaval.

 

Acordo as 5h, junto com toda a equipe da BVQQ tomamos café da manhã no mercado Central.

 

Às 7h já estou na avenida Carlos Gomes, encontro com o pessoal da Semtran que já estão fiscalizando a colocação das grades. Após vou acompanhar os fiscais do Código de Posturas, fazemos todo o percurso da Banda andando e conversando com os ambulantes, orientando e retirando objetos que podem atrapalhar o desfile.

 

Nessa caminhada, verifico mais uma vez se não há no percurso objetos que atrapalhem a passagem do trio elétrico (ex. Papa entulho). E acompanhamento das colocações de banheiros químicos e placas indicativas.

 

Ainda pela manhã, acompanho a chegada dos trios elétricos na avenida, indico o posicionamento de cada um desses trios elétricos. Após, iniciam a plotagem dos trios.

 

Se tudo estiver certo, dentro da normalidade, Volto para a sede da Banda aproximadamente ao meio dia. Daí começo a preparar os Bonecos gigantes para desfilar na avenida.

 

Antes do início das fiscalizações, eu já verifico alguns itens, como: pneus, combustível dos trios, se todos os motoristas estão presentes, documentos dos trios elétricos...

 

Às 13h retorno para avenida e iniciam as vistorias, os bombeiros, companhia de trânsito, semtran, código de posturas, dentre outras.

 

Os bombeiros verificam cada trio, fazem a vistoria dentro de sua competência, e após, se tudo estiver ok, emite um termo que autoriza o Trio desfilar.

 

A Companhia de trânsito vistoria os veículos, documentos, fazem o teste de bafômetro nos motoristas (cada trio tem o motorista principal e o motorista reserva), após verificação, autorizam os veículos desfilarem.

 

Essas vistorias, duram uma média de 2h. Minha presença é obrigatória, pois assino todos os termos.

 

No meio do caminho, sento em alguma calçada para trocar o tênis... (comida, banho, água, nem pensar).

 

Passado as vistorias, iniciam as passagens de som. Testes e mais testes. Transmissão. Link. Altura de som....etc... coisas que somente os técnicos de som entendem.

 

Quando vejo, já é hora de liberar a Banda, mas ainda preciso ver como estão os seguranças, cordeiros, bombeiros civis, ambulâncias.... se a PM já está na avenida....

 

Volto correndo, literalmente correndo com parte da equipe e seguranças para a sede da Banda, onde os amigos, patrocinadores e autoridades aguardam para dar início ao cortejo... já na sede, faço os agradecimentos aos que ajudam a levar a Banda pra avenida.

 

Daí seguimos para a concentração da Banda, todo o cortejo, e ao chegar lá, encontro com outra parte de amigos e os foliões, logo temos uma rápida solenidade de liberação da Banda e ali se dá o início do desfile mais esperado em nossa cidade.

 

Enquanto cem mil pessoas estão na avenida, cantando e dançando ao som da Banda da Banda, eu dou continuidade aos trabalhos, corro para frente do primeiro trio, para tirar os ambulantes da frente e dar espaço para o cortejo passar. Uma mega operação junto aos meus seguranças para liberar a avenida....

 

Então, a Banda segue na avenida, eu, fico correndo de um trio para o outro, resolvendo aqueles problemas que só surgem no momento do desfile...

 

Nas curvas das avenidas, me junto aos cordeiros para abrir espaço pro trio elétrico passar....

 

Chego na frente da sede, aí sim, tenho dois minutos de tranquilidade... subo ao trio elétrico, e canto uma música em homenagem ao meu pai. Logo desço e volto aos trabalhos!

 

Começa a descer a sete de setembro, já estou hiper cansada, sem voz, tentando abrir espaço para o bloco passar.

 

O que me mantém em pé nessa hora? A alegria dos foliões.... é encantador!

 

Já não consigo mais andar.... pois já devo ter feito uns 40km durante todo o dia, indo e vindo no percurso da Banda.

 

Nunca consegui chegar até o final do desfile, na metade da sete de setembro eu volto para a sede da Banda e meu irmão assume sozinho até o final.

 

Terminou o desfile da Banda. Ótimo. Fico muito feliz e aliviada. Foliões vão para suas casas.... eu e minha equipe continuamos a trabalhar.

 

22:30h iniciam as contagens dos seguranças e cordeiros.

 

00h eu faço pela última vez o percurso da Banda, para verificar as ruas, lojas, e a limpeza das vias.

 

Volto para sede da Banda, faço um levantamento com a equipe sobre o desfile. Procuro informações junto à PM, Bombeiros e hospitais sobre o resultado final da Banda.

 

Saio de cena, mais milhares de outros continuam. As empresas terceirizadas começam a retirar a estrutura das ruas, grades, banheiros químicos, trios elétricos, andaimes, faixas, etc....

 

Domingo, ah, pós Banda, como estou: sempre doente. Porém feliz, em saber que conseguimos mais uma vez....

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS