close

ESPAÇO ABERTO: PM vai usar dados estatísticos do IBGE para otimizar ações de segurança

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

27 de Janeiro de 2020 às 08:18

ESPAÇO ABERTO: PM vai usar dados estatísticos do IBGE para otimizar ações de segurança

FOTO: (Divulgação)

IBGE E PM 

 

Em reunião institucional entre o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Polícia Militar de Rondônia (PM) foi firmada uma parceria para o compartilhamento de informações e apoio para a realização da coleta de dados para as pesquisas realizadas pelo Instituto, especialmente para o Censo Demográfico 2020.

 

 

ESTUDOS

 

Entre outros assuntos, os representantes das duas instituições conversaram sobre as pesquisas do IBGE, como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), segurança dos servidores durante a coleta de dados e auxílio do IBGE com informações sobre quantitativo e mobilidade populacional.

 

 

TRABALHO TEMPORÁRIO

 

A coleta de dados do Censo 2020 ocorrerá entre agosto e outubro deste ano em aproximadamente 71 milhões de domicílios em todos os municípios do país. A expectativa é que mais de 230 mil pessoas sejam contratadas temporariamente para a execução do Censo. Em Rondônia, serão quase 1500 recenseadores.

 

 

APOIO PARA A PESQUISA

 

O chefe da Unidade Estadual de Rondônia do IBGE, Luiz Cleyton Holanda Lobato, ressalta que o apoio das instituições públicas é importante para a realização das pesquisas. “O Censo 2020 será uma grande atividade, que, ao final, nos mostrará a realidade brasileira. Contar com o apoio da PM para a segurança dos servidores em locais de riscos nos dá tranquilidade para executarmos a tarefa com excelência”, explica Cleyton.

 

 

PLANEJAR A SEGURANÇA

 

Para o comandante da PM, coronel Mauro Ronaldo Flôres Corrêa, os dados fornecidos pelo IBGE contribuirão para a elaboração do planejamento de segurança pública. “Quando a gente trata de criminalidade, a gente trata de população, de território, de uma série de fatores. Ter as informações por setor censitário vai facilitar fazermos o estudo para a aplicação de policiamento e para determinar o número de policiais militares para cada área”, finaliza.

 

 

OBRA EMERGENCIAL

 

Em Wuhan, na China, cidade epicentro do coronavírus, as autoridades estão construindo um novo hospital que será dedicado ao tratamento da doença, segundo o Xinhua News. O empreendimento segue o modelo de Pequim para tratamento de doenças respiratórias agudas, conhecidas como SARS. O hospital terá mil leitos, uma área de 25 mil m² e deverá ser inaugurado em 3 de fevereiro. Uma obra gigante projetada para ser levantada em menos de 10 dias.

 

 

 

 

 

SOMENTE PARA CASOS DE PNEUMONIA

 

As autoridades esperam que o novo hospital dedicado somente a casos de pneumonia viral de origem desconhecida seja concluído em tempo recorde. Segundo a agência de notícias estatal, equipes de operários trabalham 24 horas por dia na obra. Em 2003, o hospital erguido em Pequim para os casos de SARS ficou pronto em apenas uma semana.

 

 

EXEMPLO PARA RONDÔNIA


O Secretaria de Saúde de Rondônia, Fernando Máximo, bem que poderia se espelhar na inciativa dos chineses  para  fazer nascer a construção do novo Hospital e Pronto-Socorro João Paulo II, em Porto Velho, que atualmente permanece na fase de “projeto”.

 


TEMPO


Enquanto Fernando Máximo não arrisca previsão de construção nem para a atual gestão dele, os chineses mostram para o Mundo que quando se trata de saúde pública o discurso fica de lado para dar lugar às ações.

 

 

 

 


OUTRO AVENTUREIRO


O publicitário Roberto Justus lançou-se, sábado, candidato a presidente. Ele quer enfrentar Luciano Huck. Ambos ignoram Bolsonaro e Moro.

 

 

FIOCRUZ DIA QUE NÃO HÁ MOTIVO PARA PÂNICO


Eis o que disse ao jornal O Globo, no sábado, o pesquisador Rivaldo Venâncio, da Fiocruz, falando sobre a chegada do novo coronavírus ao Brasil:

 

- Considerando a grande circulação de pessoas entre os continentes, é bastante provável que esse vírus chegue ao Brasil. Mas é importante que a população saiba que a identificação do novo coronavírus no país não deverá ser motivo para alarde ou pânico. Como acontece com todos os vírus respiratórios, há sempre uma quantidade muito grande de casos leves e moderados. Acreditamos que, a exemplo do que acontece com outros tipos de coronavírus, o comportamento permaneça o mesmo. Ou seja, muitos casos leves a moderados e as formas mais graves da doença acometendo àquela população que já faz parte dos grupos considerados mais vulneráveis a doenças respiratórias, como idosos, crianças, gestantes, pessoas com doenças crônicas ou com imunodeficiência.

 

 

JUSTIÇA LIVRA JOSÉ SERRA NA LAVA JATO


O juiz eleitoral Francisco Shintate declarou nula a possibilidade de punição ao senador tucano no inquérito que investigava repasses da Odebrecht via caixa 2. Serra foi beneficiado pela redução do tempo de prescrição da pena à qual poderia ser condenado: como tem mais de 70 anos, o prazo cai pela metade.

 

 

 

 

 


BOLÍVIA ROMPE RELAÇÕES COM CUBA

 

O governo da Bolívia rompeu relações com Cuba. Cuba intrometeu-se diretamente nos assuntos internos bolivianos, inclusive com o uso de espiões.

 

 

DESPESAS “EXTRAS”


Um acordo extrajudicial com a Vale, proposto pela Advocacia-Geral, garantiu R$ 13,8 milhões para os cofres públicos por despesas que a União teve após o rompimento da barragem em Brumadinho (MG).

 

 

INSATISFAÇÃO


Segundo a FGV, o Índice de Confiança do Consumidor caiu 1,2 ponto em janeiro, após a gastança de dezembro. Queda maior (de 2,4 pontos) foi dos consumidores de renda mensal superior a R$9,6 mil.

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS