close

ESPAÇO ABERTO: Prefeitura não atende Justiça e aumenta desespero de família

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

25 de Outubro de 2019 às 08:49

ESPAÇO ABERTO: Prefeitura não atende Justiça e aumenta desespero de família

FOTO: (Divulgação)

FIM DO CURSO

 

Nesta sexta-feira (25) uma Comissão de terapeutas ocupacionais se reúne com o reitor do Centro Universitário Aparício Carvalho. Em discussão, a possibilidade de extinção do curso de Terapia Ocupacional que prejudicaria quase 150 profissionais no estado. A categoria argumenta que um dos problemas seria a falta de divulgação e visibilidade da profissão já que os terapeutas ocupacionais são filiados junto ao Conselho de Fisioterapia que estaria voltado somente aos interesses dos fisioterapeutas.

 

 

TERAPEUTAS OCUPACIONAIS

 

Terapeuta ocupacional é o profissional de saúde com formação acadêmica superior, habilitado a avaliar o paciente, buscando identificar alterações nas funções práticas, considerando faixa etária ou desenvolvimento da formação pessoal, familiar e social. A partir desta avaliação, traça o projeto terapêutico indicado que deve favorecer o desenvolvimento das capacidades psico-ocupacionais remanescentes. Além da melhoria do estado psicológico, social, laborativo e de lazer. Entre as especialidades reconhecidas e desenvolvidas pelos terapeutas estão Acupuntura, Contextos Hospitalares, Contextos Sociais, Saúde Coletiva, Saúde da Família, Saúde Funcional e Saúde Mental.

 

 

CAFÉ

 

Deputado Cirone Deiró otimista quanto aos resultados que vem sendo obtidos pelos produtores de café do estado. Rondônia já é considerada referência e caminha para ser um grande exportador de café. 

 

 

 

 

 

DESAFIANDO A LEI

 

Uma mulher e seus 03 filhos aguardam desde o início de outubro que a Semasf (Secretaria Municipal de Assistência Social e Família) cumpra decisão do 2º Juizado de Violência Familiar e Doméstica contra a Mulher. A justiça determinou que o município forneça passagens para a mulher e os filhos irem embora para o Rio Grande Sul.

 

 

ESCONDIDA

 

Desde abril, a mulher e seus filhos estão sob medida protetiva em um abrigo de Porto Velho após violência do ex-marido e pai das crianças. Com medo, e sem poder sair para trabalhar só resta à vítima o auxílio do poder público para poder viajar para junto de seus familiares que poderão, teoricamente, lhe dar maior segurança.

 

 

OUTRO LADO

 

O Secretário da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família, Claudir Rocha, informou que as passagens para a mulher e as crianças não foram liberadas ainda por questões burocráticas. Claudir diz que até o dia 10 do mês que vem a família já poderá viajar. Enquanto isso que prossiga a agonia e o desespero da família, afinal para quem vive uma situação de pavor desde abril o que é apena mais 30 diazinhos.

 

 

CARA DE PAU

 

Não impressionam o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) os fortes indícios de cartelização no setor aéreo, com preços de passagens coincidentes até nos centavos. Muito bonzinho com as empresas, o Cade, não quer ver indícios e nem averiguar a denúncia. O entendimento do Cade seria engraçado, não fosse trágico: não comprova cartel “a mera constatação de preços idênticos”. Apesar de as empresas acertarem preços muito elevados para rotas curtas.

 

 

NENHUM CENTAVO DIFERENTE

 

Gol e Azul cobram R$1.832,85 pelo voo Ilhéus-Salvador, Latam e Gol cobram R$723,57 pelo trecho Brasília-Goiânia. Para o Cade, tudo bem.

 

 

 

 

 

EXPLORAÇÃO ESCANCARADA

 

Na American Airlines (nascida no livre mercado real), o trecho Brasília-Miami sai por R$1.512. Na Latam o menor valor soma R$3.141.

 

 

CADA ARGUMENTO

 

Para afirmar que combate cartéis, o Cade cita Varig, Transbrasil e Vasp que acertaram preços em 1999 e foram “punidas”... cinco anos depois.

 

 

O MINISTRO QUE ESTEVE AQUI E VISITOU A ENERGISA

 

A criminosa intenção de tarifar e encarecer a produção de energia solar levou o líder do Podemos na Câmara, José Nelto (GO), a convocar o ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia). A medida beneficia as distribuidoras de energia, que mandam na “agência reguladora” Aneel.

 

 

CRIANÇA FELIZ

 

O prazo para a adesão de municípios de todo o País ao programa Criança Feliz, do governo federal, está aberto. Nesta etapa, mil quinhentas e setenta e uma cidades têm a chance de ingressarem no maior programa de visitação domiciliar para o desenvolvimento infantil do mundo. E onde o Criança Feliz já está presente e promove o acompanhamento semanal de crianças e gestantes, gestores veem os avanços e comentam sobre os benefícios. É o caso de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, onde a supervisora do programa, Gizeli do Prado, afirma que as atividades impactam no desenvolvimento de filhos e filhas de famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais e de crianças com deficiência.

 

 

ESCLARECIMENTO ENERGISA

 

No dia 06 de setembro, a unidade consumidora teve o medidor inspecionado, em procedimento de rotina, e foi observado que havia irregularidade no equipamento. O medidor foi substituído, com o conhecimento do morador, e encaminhado para o IPEM, onde aguarda aferição.

 



Depois da substituição do medidor, o cliente solicitou a aferição do novo medidor. Nessa quinta-feira (24), uma equipe da Energisa Rondônia esteve na residência para realizar a inspeção, mas não havia ninguém que pudesse acompanhar o procedimento. A equipe fará uma nova tentativa amanhã, sexta-feira (25).



Vale ressaltar que a Energisa Rondônia segue as normas estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica e preza pela transparência em todos os seus processos.

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS