close

ESPAÇO ABERTO: CPI começa a apurar principais reclamações e denúncias contra Energisa

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

27 de Setembro de 2019 às 08:46

ESPAÇO ABERTO: CPI começa a apurar principais reclamações e denúncias contra Energisa

FOTO: (Divulgação)

CPI


Nesta sexta-feira, 27, às 10h, no gabinete de Jair Montes, tem reunião do deputado com o Procon e representantes do consumidor da OAB, Porto Velho. Como relator da CPI da Energisa Montes quer se inteirar sobre número de denúncias, quais as reclamações mais comuns, o que o Procon tem feito e se a Energisa cumpre com a lei.

 


SEM RESPEITO



E por falar em EnergisaA publicação feita no Facebook pela comerciante Francine Ariadiny mostra a indignação quanto aos métodos que estariam sendo usados pela Energisa para inspecionar medidores. Acompanhe o relato na íntegra.
 

 

 

 



OUTRO LADO



Eis a resposta da Energisa:



A Energisa Rondônia, visando a Segurança dos seus colaboradores, fornece equipamentos de proteção individual adequados para cada tipo de serviço. Para aqueles que atuam diretamente na manutenção da energia elétrica, são fornecidos roupas antichamas, calçados e luvas isolantes, além do capuz balaclava (similar à máscara ninja), e que protege o rosto em casos de explosão. A Energisa Rondônia orienta que, em caso de dúvida, o cliente solicite ao colaborador que se identifique apresentando o crachá da empresa.


Outras informações e solicitações de serviços estão disponíveis no 0800 647 0120, pelo site www.energisa.com.br e nas redes sociais Facebook - @energisa Twitter: @energisa, inclusive com o registro de número de protocolo de atendimento.




EX-SENADOR VALDIR RAUPP


O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgou o relatório da Ação Penal (AP) 1015, na qual o ex-senador Valdir Raupp (MDB-RO) e seus ex-assessores parlamentares Maria Cléia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha respondem pela suposta prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.



Em seu despacho, o ministro explica que o objetivo é dar celeridade ao julgamento do processo, pois a divulgação prévia, com ciência isonômica e simultânea às partes, desobriga a leitura do relatório na sessão. A AP foi indicada para o calendário da pauta de julgamento do próximo dia 29 de outubro, a critério da Presidência da Segunda Turma.

 



CRIME


Valdir Raupp, Maria Cléia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha são acusados por crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com a denúncia, o então Senador da República Valdir Raupp, auxiliado pelos assessores parlamentares Maria Cléia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha, teria solicitado e recebido vantagem indevida, em razão da sua função pública, consistente no valor de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) destinados à campanha eleitoral ao Senado Federal no ano de 2010. Tal quantia, segundo a denúncia, foi solicitada a Paulo Roberto Costa, à época em que ocupava o cargo de Diretor de Abastecimento da Petrobras S/A, no âmbito da qual havia sido instituído um procedimento espúrio de contratação de empresas cartelizadas, mediante o pagamento de vantagens indevidas.

 

 

 

 



REPASSE


Ainda, segundo a denúncia, os valores obtidos ilicitamente eram repassados a agentes políticos capazes de dar à Raupp sustentação no referido cargo, garantindo, assim, a manutenção do esquema criminoso. A operacionalização do pagamento esteve a cargo do doleiro Alberto Youssef, mediante interlocução com a coacusada Maria Cléia Santos de Oliveira, assessora parlamentar do ex-Senador.

 



YOUSSEF


O doleiro Alberto Youssef, primeiro delator da Lava Jato, foi acusado de ser o principal operador de propinas no bilionário esquema de corrupção na Petrobrás. As revelações de Youssef e do ex-diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, transformaram as investigações sobre duas obras de refinarias da estatal – Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, e Getúlio Vargas (Repar), no Paraná – no maior escândalo de corrupção do País – provocando ainda uma enxurrada de delações.



NO APITO


O árbitro rondoniense Jonathan Antero Silva apitará na segunda-feira o jogo entre Guarani-SP e Atlético-GO pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2019.



Jonathan tem 33 anos, é eletricista e já trabalhou em 15 jogos em competições promovidas pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) na temporada.

 

 

 

 



870 NOMEAÇÕES



Novo procurador Geral da República, Augusto Aras terá muito trabalho para tocar suas atribuições, a começar pela revisão dos últimos atos de nomeação da antecessora Raquel Dodge. O sindicato dos funcionários (SindiMPU) estimou em 870 nomeações, mas a assessoria da PGR garante que entre janeiro e setembro, e não apenas nos últimos dias, Dodge assinou cerca de setecentas portarias, algumas de remoções.

 



PIADA



Quando a gente acha que se esgotaram todas os motivos para o Brasil virar motivo de galhofa mundo afora, os ministros do Supremo estão prestes a oficializar a bigamia, instituindo pensão para amante.

 



BOA NOTÍCIA

 


As mais de 121 mil novas vagas de trabalho criadas em agosto foi o melhor resultado para o mês nos últimos seis anos. Entre janeiro e agosto deste ano, 593.467 pessoas voltaram ao mercado de trabalho.

 

 


SIMPLIFICANDO


A Carteira de Trabalho Digital, apresentada pelo governo federal deve simplificar as contratações, que passam a ser feitas em sistema só com o CPF do empregado, e dar mais fidelidade aos dados sobre emprego.

 



NEGÓCIO DE 106 BI



O Congresso Nacional, promulgou nesta quinta-feira,26, em sessão solene, parte da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da cessão onerosa que autoriza o governo a realizar o megaleilão de áreas de exploração e produção do pré-sal previsto para o início de novembro.



O leilão é considerado um dos mais atrativos dos últimos anos. O governo estima arrecadar, em bônus de assinatura, R$ 106,5 bilhões. Desse total, R$ 33,6 bilhões vão indenizar a Petrobras e R$ 72,8 bilhões serão distribuídos entre União, estados e municípios. Ainda não há consenso sobre a distribuição desse valor.



Pelo acordo, o governo federal compromete-se a dar 3% de sua parte - de 70% dos R$ 72,8 bilhões - a estados produtores, no caso, o Rio de Janeiro, onde estão os blocos que serão explorados. A fatia da União fica em 67%, municípios com 15% e estados com 15%, sendo que Rio de Janeiro vai ganhar 3%, ou R$ 2,1 bilhões a mais.
 

 


NAV BRASIL


O plenário do Senado confirmou, em sessão na manhã desta quinta-feira,26, a criação da empresa estatal NAV Brasil, que deve assumir atribuições relacionadas à navegação aérea, atualmente a cargo da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).



O projeto de lei de conversão (PLV 4/2019) segue agora para sanção presidencial. O texto partiu da Medida Provisória 866, aprovada na quarta-feira,25, pela Câmara e que perderia a vigência hoje.



Segundo o governo, a intenção é diminuir o prejuízo da Infraero, que perdeu receita após a privatização de aeroportos rentáveis, e concentrar na nova empresa os serviços que não serão privatizados.



A Infraero tem 7.900 funcionários e uma folha de pagamentos na ordem de R$ 1,8 bilhão, segundo dados publicados em reportagem do Brazil Journal.

 

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS