close

ESPAÇO ABERTO: Semáforo ainda nem funciona e já gastou mais do que deveria

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

19 de Setembro de 2019 às 09:57

ESPAÇO ABERTO: Semáforo ainda nem funciona e já gastou mais do que deveria

FOTO: (RONDONIAOVIVO)

COBRANÇA NO GABINETE

 

Pais de alunos do distrito de Rio pardo foram até o gabinete do prefeito protestar pela falta de escola para os filhos. As famílias desconfiam que mesmo com a intervenção na educação, decretada pela justiça, o problema não vai ter solução. Em mãos, os pais tinham uma ocorrência policial denunciando o descaso com a educação. Veja a indignação das famílias:

 

 

 

 

 

SEM SOLUÇÃO

 

Após a reunião com o prefeito a comunidade saiu mais aborrecida do que quando entrou no gabinete. Não foi dada nenhuma garantia do retorno do transporte escolar e os pais decidiram organizar outra manifestação para ainda essa semana. ....entra vídeo do Willian após a reunião

 

 

ESTENDER

 

Prefeitura tenta viabilizar com o 5º BEC um aditivo no contrato de asfaltamento do bairro Mariana, zona Leste da capital. O contrato inicial prevê 27 km de asfalto a um custo de 30 milhões de reais. A intenção seria manter o exército trabalhando na região e aumentar o número de ruas asfaltadas. No meio de tanta trapalhada da prefeitura essa é uma iniciativa muito positiva que traria benefícios para a comunidade. Além do asfalto ser de qualidade o custo benefício da obra valeria o investimento.

 

 

COMANDANTE

 

Coronel Emerson Moraes, comandante do 5º BEC, já disse que tecnicamente não há nada que impeça o aditivo desde que sejam seguidos todos os trâmites legais e que a prefeitura honre o compromisso assumido. “Temos homens capacitados, maquinário e logística suficiente para atender esse tipo de demanda, explica o coronel”

 

 

FÓRUM

 

Nesta quinta-feira (19), às 18h30, no Auditório do Ifro, Campus Calama, o Governo de Rondônia realiza o V Fórum Previdenciário que discutirá o tema "Os Aspectos Contemporâneos dos RPPs: Temas Relevantes e Pontos Controvertidos." O Fórum é destinado a servidores públicos, advogados, discentes, acadêmicos e a sociedade em geral e se estende até à tarde do dia 20 de setembro.

 

 

DESLIGADO

 

Permanece desligado o semáforo instalado no final da avenida Calama esquina com Farquar, em frente ao novo prédio da Assembleia Legislativa de Rondônia. 30 dias atrás o secretário da Semtran informou que 15 dias atrás o equipamento já estaria funcionando.

 

 

 

 

 

 

 

DESLIGADO 02

 

O trânsito no local é um horror, principalmente em horários movimentados como fim da manhã e final de tarde. Mas parece que para os gestores municipais isso não conta muito.

 

 

DESLIGADO 03

 

Talvez após um acidente com danos materiais ou feridos alguém demonstre lucidez e tome atitude. No momento o gasto com o equipamento é uma daquelas coisas que se vê com frequência em nossa capital. Dinheiro público investido para paisagem.

 

 

DESLIGADO 04

 

O Secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Nilton Kisner, disse que a Energiza mandou que fosse refeita toda a instalação. O problema é que a estrutura dos semáforos teria sido feita muito próximo da rede elétrica. De acordo com o secretário, tudo teve que ser modificado e a nova previsão de instalação é em 30 de setembro.

 

 

DESLIGADO 05

 

O secretário minimizou o erro dizendo que o projeto foi da SEMTRAN e que a Energisa contestou a execução. Prezado Secretário, dá no mesmo. A prefeitura errou e teve que gastar tempo e dinheiro para refazer a estrutura.

 

 

SINALIZAÇÃO

 

Falando em trânsito, é bem provável que as urnas no ano que vem mandem embora a atual gestão de Porto Velho. Porém, entre tantas heranças malditas que deverão ficar estão as lombadas. Fora de padrão, não sinalizadas e responsáveis pela destruição da suspensão, ponteiras, amortecedores e molas de muitos veículos.

 

 

MÉDICOS

 

A Secretaria Estadual de Saúde está oferecendo mais de 40 vagas através de processo seletivo para programa de residência médica para Porto Velho e Cacoal nas especialidades de: Clínica Médica, Ginecologia e Obstetrícia, Ortopedia e Traumatologia, Pediatria, Cirurgia Básica e Geral, Psiquiatria , Medicina Intensiva, Cirurgia Plástica, Urologia, Neonatologia, Medicina Intensiva Pediátrica e Infectologia. Mais informações no site da SESAU.

 

 

FIERO LANÇA PROJETOS

 

O primeiro deles é o Compre de Rondônia que tem como objetivo levar à população o conceito de consumir o que é produzido no Estado, como forma de gerar emprego, aquecer a cadeia produtiva e valorizar a indústria rondoniense, que produz e comercializa arroz, queijo, iogurte, requeijão, leite condensado, condimentos, atomatado, entre outros produtos.

 

 

MAIS UM

 

No mesmo evento, a Fiero também lança o Conecta Startup Brasil. Em Rondônia, o programa tem a entidade e seus braços operacionais - Sesi, Senai e IEL, como parceiros institucionais. O Conecta promove o ecossistema de inovação brasileiro, em uma ação integrada de ideação, conexão, capacitação e investimento de até R$ 200 mil para os projetos mais bem avaliados. Os dois lançamentos serão realizados no auditório da Faculdade Sapiens, nesta quinta-feira, 19, em Porto Velho, a partir das 19 horas, com a presença de autoridades, empresários, estudantes, dentre outros convidados.

 

 

VALEU A PRESSÃO DO POVO

 

O acordo dos líderes no Senado, nesta terça (17), jogando no lixo a minirreforma eleitoral aprovada na Câmara, resultou da impressionante pressão da opinião pública, incluindo a avalanche de críticas nas redes sociais. Diante da repulsa geral, os senadores desistiram de comprar briga em defesa do Fundão Sem Vergonha. O acordo preserva o Fundo Eleitoral de R$1,7 bilhão, mesmo valor da eleição de 2018.

 

 

MUDOU DE LADO

 

Diante da rebordosa, até Rodrigo Maia, que deixou prosperar o Fundão na Câmara, virou um crítico do aumento do valor para R$3,7 bilhões.

 

 

VALEU A GRITARIA

 

Senadores bateram o bumbo, como Jorge Kajuru e Leila Barros (DF), do PSB, Alessandro Vieira (SE) e Eliziane Gama (MA), do Cidadania. O barulho assustou.

 

 

IMORAL E BIZARRO

 

A democracia aceita tudo, até que atentem contra os seus princípios. A lei e a decência são irmãs siamesas, por isso não se poderia tolerar o Fundão Sem Vergonha. Democracia não rima com patifaria.

 

 

KAJURU PROMETE FAZER HISTÓRIA

 

O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) aponta a “excrescência” no Fundão Sem Vergonha: aumentaria o dinheiro público para a eleição de 2020, de R$3 bilhões, e criava “legislação amiga na hora de prestar contas”.

 

 

 

 

 

RELEMBRANDO

 

O repasse de R$1 bilhão à Amazônia e R$1,6 bilhão à Educação saem do acordo da Petrobras com o Departamento de Justiça dos EUA. É a grana que quase virou “fundo” gerido pelo Ministério Público Federal.

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS