close

ESPAÇO ABERTO: A falta de educação onde a educação deveria ser exemplo

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO

26 de Agosto de 2019 às 08:25

ESPAÇO ABERTO: A falta de educação onde a educação deveria ser exemplo

FOTO: (Rondoniaovivo)

MEDALHA


General José Eduardo Leal, que se despede amanhã do comando da 17º BIS (Brigada de Infantaria de Selva), recebeu a Medalha do Mérito Legislativo, honraria entregue pela Assembleia Legislativa a personalidades que tenham prestado relevantes serviços ao Estado ou ao Poder Legislativo do Estado de Rondônia. A homenagem foi entregue por Helder Risler de Oliveira, Secretario Legislativo da AL. 

 

 

 

 


INDO EMBORA


General Leal foi transferido para o Ministério da Defesa, em Brasília. No lugar dele assume o comando da 17º BIS, o General  de Brigada Luciano Batista de Lima. A solenidade de troca de comando acontece amanhã, às 18h30, na Brigada com a presença do Comandante Militar da Amazônia, General de Exército César Augusto Nardi de Souza.

 

 

A MESMA ROTINA


Morador da rua João Pedro da Rocha, bairro Nova Porto Velho, mandou esta foto para a coluna. Segundo moradores da região, há mais de um mês eles comunicaram a prefeitura sobre o buraco no meio da pista. Como não houve nenhuma solução até o momento o jeito foi jogar galhos no buraco do bueiro para evitar possíveis acidentes. Infelizmente essa é uma cena comum na Capital, diante do descaso as gambiarras acabam sendo a alternativa mais imediata.

 

 

 

 


EDUCAÇÃO? ONDE?


As secretarias são de educação mas, paradoxalmente, é impressionante a falta de educação e prestatividade de servidores que fazem parte destas secretarias. Além de não haver gentileza nenhuma no trato se limitam a apenas encaminhar contato de quem pode atender a demanda solicitada. Não se dão ao trabalho de oferecer ajuda e muito menos saber detalhes do que está sendo pedido. Se mesmo me identificando como jornalista, explicando a necessidade da informação para uma reportagem correta, sou tratado com desdém fico imaginando como não é o procedimento no dia a dia com as pessoas que procuram as ditas secretarias. Tenho todos  os arquivos de conversas guardados caso os nobres secretários se interessem em saber sobre a eficiência e simpatia  de vossos assessores. Ahh!! A maioria ganha extra no salário por conta da “assessoria” que presta.

 

 

DESPERTAR PARA A VIDA


Foi realizada, nesta quinta-feira (22), no município de Cacoal, mais uma ação do Projeto Despertar para a Vida. Quase 400 pessoas participaram da primeira palestra do ciclo “Cuidados com a Saúde Mental e o Gerenciamento das Emoções para a Valorização da Vida”. A iniciativa da deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) está sendo desenvolvida em Rondônia com o apoio da Fundação Milton Campos. O objetivo do Projeto Despertar para a Vida é levar informações e combater o preconceito sobre doenças como depressão e ansiedade.

 

 

 

 

 

PREPARANDO A CAMPANHA


Candidato a presidente em 2022, o tucano João Doria estabeleceu a estratégia de se distanciar de Jair Bolsonaro a cada dia. Criador do movimento “Bolsodoria” em 2018, ele voltou a repetir o mantra de que nunca teve “alinhamento político” ao governo Bolsonaro, e sempre que pode bate duro em temas pessoalmente caros ao presidente, como na polêmica em que preferiu se solidarizar ao presidente nacional da OAB.

 

 

CRITICOU


O governador também se juntou aos críticos da indicação de Eduardo Bolsonaro à embaixada em Washington. “Eu jamais faria isso”, disse. Em público, Doria evita pegar pesado, mas, em particular, ele bate de maneira tão contundente quanto qualquer anti-bolsonarista ferrenho.

 

 

PLANO


A estratégia de Doria, confirmada por aliados, é radicalizar após as eleições de 2020. Até lá, críticas serão “firmes, porém em tom elevado”. A ideia dos que ajudam na estratégia é que Doria chegue a 2022 com discurso anti-Bolsonaro mais radical que qualquer líder de esquerda.

 

 

QUALIDADE


O cinema brasileiro não tem problemas de censura, como agora pretendem seus defensores, e sim de qualidade. E certamente por isso o ministro Osmar terra (Cidadania) recomendou que diretores e produtores façam coisa que preste. Não dá para continuar como está: somente em 2018, o Fundo do Audiovisual gastou R$680 milhões, retirados dos cofres públicos, para bancar integralmente 151 filmes brasileiros que foram vistos em média por menos de mil espectadores.

 

 

SEM NINGUÉM NAS SALAS


O ministro da Cidadania lembrou que cada uma das 151 produções recebeu cerca de R$4,5 milhões “para filmes que ninguém vai ver”. Foram R$680 milhões, que fazem falta em outros setores, apenas em exibições particulares “para amigos que gostam muito do cineasta”.

 

 

CONTINUA O LOBBY


Resolução da Agência Nacional do Petróleo deu às distribuidoras, que são atravessadoras, exclusividade na venda de combustível ao posto, sem agregar qualquer valor. Agregam apenas custos ao consumidor.

 

 

PEDIU DEMISSÃO


O jornalista Henrique Pires, demitiu-se nesta sexta-feira (23) do cargo de secretário nacional da Cultura. O pedido de demissão foi aceito na mesma hora. Henrique foi indicado para o cargo em janeiro, por decisão do ministro da Cidadania, Osmar Terra.

 

Henrique Pires alegou inconformidade com atos de censura artística praticados pelo governo Bolsonaro, citando o caso específico de corte de verbas públicas já acertados por governos anteriores no âmbito da Ancine, mais especificamente para bancar com dinheiro público séries simpáticas ao movimento LBGT+ para exibição em TVs públicas.

 

 

 

 

 

ESTÁ MELHOR


O desempenho da atividade industrial melhorou em julho, segundo o resultado da Sondagem Industrial, divulgado pela CNI. Contribuiu para esse resultado o indicador de produção, que subiu 9,6 pontos no mês, alcançando os 53 pontos – acima do nível neutro de 50 pontos e 5 pontos acima da média histórica. Com relação ao nível de utilização de capacidade instalada (NUCI) da indústria, no mesmo sentido, houve expansão – de 2 pontos percentuais. 

 

 

REVISTA EXAME NAS MÃOS DO BANCO BTG PACTUAL


A revista Exame, Abril, comprada junto com Veja em dezembro do ano passado pelo advogado Fábio Carvalho, foi vendida em março deste ano para o banco BTG Pactual, que também tem forte influência em todo o grupo que era dos Civita. A notícia da venda de Exame foi passada pelo jornal Valor.

 

 

JOBIM É UM DOS SÓCIOS


Desde julho de 2016, o ex-ministro Nelson Jobim é sócio e membro do Conselho do banco BTG Pactual, visitado nesta sexta-feira (23) pela Polícia Federal, que investiga delações do ex-ministro Antonio Palocci. Como Palocci, Jobim foi ministro do governo Lula.

 

No ano passado, Jobim surpreendeu o mercado ao anunciar que Andre Esteves estava de volta ao comando do banco. O banqueiro e o BTG são alvos diretos da 64º fase da Lava Jato, desencadeada na sexta. Em 2015, Esteves permaneceu preso por 28 dias. Ele foi solto pelo STF, que antes já tinha tirado de Sérgio Moro o processo no qual foi preso.

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS