close

ESPAÇO ABERTO: Governo reativa NOA e demonstra austeridade no combate ao crime

Confira a coluna de Cícero Moura

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

8 de Agosto de 2019 às 08:38

ESPAÇO ABERTO: Governo reativa NOA e demonstra austeridade no combate ao crime

FOTO: (Divulgação)

NOA ESTÁ DE VOLTA

 

 

A Secretaria Estadual de Segurança reativou o serviço do NOA ( Núcleo de Operações Aéreas ) que havia sido desativado em novembro do ano passado. Segundo o Secretário de Segurança, José Hélio Pachá, as ações da polícia com uso de helicóptero demonstram saldo positivo em vários tipos de operações. De acordo com Pachá, só em 2018 o NOA apoiou 23 ocorrências de roubo, 06 reintegrações de posse, 01 rebelião e 13 resgates. Ainda, conforme o Secretário, 73 pessoas foram presas, 13 motocicletas recuperadas, 09 carros recuperados, 20 armas apreendidas e 05 pessoas salvas. 

 

CUSTO


A locação da aeronave vai custar mensalmente ao estado R$ 235 Mil sendo que o valor anual ficará em torno de R$ 1.321.920,00. De acordo com Pachá, o custo benefício é compatível com os resultados que a polícia consegue obter com o uso do helicóptero. 

 

DEVIA IR PARA SÃO PAULO

 

 

A justiça autorizou, nesta quarta-feira (07) a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está detido na carceragem a Polícia Federal (PF), em Curitiba, para um estabelecimento prisional de São Paulo.

 

DEVIA IR PARA O INTERIOR

 

Próximo do meio dia o juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci, da Justiça estadual de São Paulo, determinou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fosse levado para o presídio de Tremembé, no interior paulista. 

 

VAI FICAR EM CURITIBA

 

Os advogados de Lula recorreram e no fim da tarde o STF decidiu, por maioria, que o ex-presidente vai permanecer em Curitiba.

 

QUALIDADE DE VIDA

 

 

Com o objetivo de ajudar pessoas com sobrepeso e obesidade, uma equipe multidisciplinar da Secretaria Estadual de Saúde realiza um trabalho de mudança de estilo de vida, na Policlínica Oswaldo Cruz. O programa atende hoje 624 pacientes ativos, seguindo o protocolo dado pelo Ministério da Saúde e da Associação Brasileira de Obesidade.

 

O médico endocrinologista Orlando Leite, esclarece que o programa tem o intuito de mudar o estilo de vida do paciente com o auxilio médico, nutricional e psicológico, não preparando para uma possível cirurgia bariátrica. “O primeiro passo para entrar no programa o paciente será submetido à uma entrevista, posteriormente realizará vários exames e será  encaminhado ao médico, nutricionista e a psicóloga. O importante é que o paciente tenha potencial para fazer uma dieta e mudar totalmente seu estilo de vida, para que não seja necessária a realização da cirurgia bariátrica, e nós profissionais estamos aqui para ajudar no que for possível”. Explicou o endocrinologista.

 

GRATUITO


A Policlínica Oswaldo Cruz oferece todo tratamento, o paciente sai da consulta já com o retorno agendado, nada passa pela regulação, dando maior agilidade, tanto com o médico, nutricionista e psicólogo, porém o dever do paciente é cumprir com o tratamento. O Programa de Sobrepeso e Obesidade atende pessoas de todo o Estado de Rondônia, Bolívia, Acre e até do Mato Grosso.

 

PROBLEMA NACIONAL


Mais da metade dos brasileiros está acima do peso, Uma pesquisa do Ministério da Saúde indica que 53% da população brasileira estão com excesso de peso e 45,8% praticam uma atividade física insuficiente. Atualmente, existem 1.822 programas cadastrados junto a Agencia Nacional de Saúde, contemplando cerca de 2,25 milhões de beneficiários de planos de saúde. O número de programas cresceu 432% em sete anos.

 

ABUSO


Um grupo de motoristas de aplicativo se reuniu na frente da Central de Polícia, em Porto Velho (RO) para protestar contra a prisão de um companheiro de profissão na manhã desta quarta-feira (07). A prisão do motorista de aplicativo aconteceu na frente do Centro Político Administrativo (CPA) na região Central. O motorista teria estacionado em fila dupla e desobedecido uma ordem policial. Foi preso por desacato.

 

Entenda o caso

 

VIAS DE FATO

 

Uma testemunha, que também é motorista de aplicativo, disse que o colega de profissão estava somente deixando uma passageira no local, por este motivo se encontrava em fila dupla, mas que já estaria saindo. Segundo a testemunha, um dos policiais muito alterado teria mandado o motorista de aplicativo descer do carro para multá-lo. Teria havido uma discussão onde o policial teria agido com violência. A confusão resultou em ferimentos no motorista de aplicativo e em dois PMs. Os 03 tiveram que ser medicados na policlínica Ana Adelaide. Na sequência, o motorista de aplicativo foi encaminhado para a Central de Flagrantes.

 

OUTRO LADO

 

A Polícia Militar informou que vai apurar se houve excesso do policial citado pelo motorista de aplicativo. No entanto, a PM esclarece que estacionar em fila dupla é infração de trânsito e qualquer motorista está sujeito as penalidades da Lei.

 

FILA DUPLA


Nesse caso foram ouvidas as duas versões, mas é preciso dizer que em Porto Velho o trânsito é uma bagunça generalizada. Estacionar em fila dupla nas principais vias da capital é rotineiro. Uma sugestão para a PM é fazer um plantão no sábado pela manhã na avenida 07 de setembro. No trecho entre Presidente Dutra e Marechal Deodoro é um festival de carros estacionados em fila dupla e que se danem os motoristas que precisam usar a via.

 

FOLGADO

 

Eu já testemunhei uma situação onde o motorista parou em fila dupla, ligou o pisca alerta e esperou a esposa ir até uma loja pagar uma conta. 

 

NADA A DECLARAR

 

Autoridades Espanholas estão impedindo que uma equipe de militares brasileiros interrogue o sargento Manoel Silva Rodrigues, preso em 25 de junho no aeroporto de Sevilha com 39 quilos de cocaína escondidos na mala que levava em um voo da Força Aérea Brasileira. A decisão de enviar a equipe foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro no início de julho. A FAB abriu inquérito policial militar para apurar o fato no final de junho. O procedimento tinha prazo inicial de 40 dias de duração, mas foi prorrogado nesta semana por mais 20 dias.

 

ACUSAÇÕES

 

 

Uma audiência pública do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , na Comissão de Integração Regional e Desenvolvimento Regional da Amazônia na Câmara, foi encerrada depois de um bate-boca com o deputado Nilto Tatto, do PT de São Paulo. Nilto chamou o ministro de “office boy desse modelo de desenvolvimento que quer destruir os recursos naturais e comprometer a vida no futuro” e o acusou de praticar um “novo bandeirantismo” que “vai lá cooptar uma liderança indígena em detrimento da organização daquele povo, e se não cooptar, faz como se faz e sempre fez: mata”.

 

CONTRAPONTO


Na resposta, Salles afirmou que não era “office boy de coisa nenhuma” e acrescentou que “quem deve saber muito bem de matar gente em razão de coisas é o pessoal envolvido na morte de Celso Daniel”, referindo-se ao prefeito de Santo André, no ABC Paulista, filiado ao PT, assassinado em 2002. Com as vaias e aplausos que a declaração provocou, o presidente da comissão, Átila Lins, do PP do Amazonas, decidiu terminar a audiência.

 

DEPUTADA MULETA

 

 

A deputada Cássia Muleta informou em nota que o funcionário do gabinete dela citado como sendo a pessoa que teria trocado mensagens com o Chefe da Casa Civil ofendendo deputados é de total confiança no gabinete. Cássia salienta que o colaborador mantém conduta irreparável até o momento e que teria lhe dito que nem conhece pessoalmente o Chefe da Casa Civil. O funcionário registrou boletim de ocorrência e aguarda a investigação policial. A deputada diz ainda na nota que seu mandato prima pela transparência e que vai aguardar as devidas apurações para que se chegue a verdade.

 

O Chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves, que publicou em suas redes sociais que as mensagens são Fake News para prejudicar o governo, também já acionou órgãos de segurança para se chegar aos autores das publicações. O governador Marcos Rocha, em mensagem de áudio, disse confiar plenamente na conduta de Gonçalves.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS