close
logorovivo2

SENADO: Desídia partidária tira candidato ficha limpa das eleições

Ao procurar saber sobre o ocorrido, Dr. Dettoni descobriu que o TRE tomou tal decisão alegando que o partido não havia comprovado a regularidade de sua filiação ao PMB, e a de muitos outros candidatos, em tempo hábil

BLOG DO CALDEIRA

6 de Outubro de 2018 às 11:35

SENADO: Desídia partidária tira candidato ficha limpa das eleições

FOTO: (Divulgação)

A poucos dias do encerramento da campanha eleitoral, Josenir Lopes Dettoni foi surpreendido com a notícia de que seu pedido de registro de candidatura ao Senado havia sido indeferido pelo TRE. “Estranhei profundamente, já que sou ficha limpa e entreguei à Justiça Eleitoral, por meio do partido, todas as certidões que comprovam isso”, relata o professor universitário. “Além do mais, estávamos em reta final de campanha: o PMB havia aprovado nosso nome em convenção, a justiça eleitoral nos havia fornecido CNPJ para abrirmos contas eleitorais, nós havíamos usado nossos recursos pessoais e o de alguns doadores oficiais para a confecção de material gráfico e vídeos para o horário eleitoral. Enfim, com todo material de campanha pronto e com ficha limpa, recebemos essa surpreendente notícia”. 

 

Ao procurar saber sobre o ocorrido, Dr. Dettoni descobriu que o TRE tomou tal decisão alegando que o partido não havia comprovado a regularidade de sua filiação ao PMB, e a de muitos outros candidatos, em tempo hábil. “Fiquei estupefato: tenho como comprovar que me filiei antes do prazo. Também nunca fomos informados pelo partido de qualquer notificação do TRE para apresentarmos defesa. Mais ainda: a direção regional do partido declarou que providenciaria o devido recurso judicial para os candidatos, porém não agiu com transparência e o recurso não reverteu o mal que a desídia partidária já havia causado”.

 

Assim, o quadro que se apresenta é que, por erro partidário, mais de uma dezena de candidatos, incluindo o Dr. Dettoni, não estão na urna das eleições do próximo dia 07/10. Em outras palavras, um candidato Doutor em Ética e cidadão honorário de Rondônia é posto para fora da 

corrida, enquanto vários bandidos permanecem nas eleições. “Já estamos acionando a justiça para investigar as diversas dimensões do caso, identificar e determinar as devidas punições aos responsáveis”, afirmou o ex-postulante ao Senado.

 

Questionado sobre seu futuro na vida pública, Dr. Dettoni, que vinha crescendo e se destacando em algumas pesquisas, é enfático: “Eu entendo que cada coisa tem seu tempo. E que o tempo da semente não é o tempo do fruto. Agradeço a todos pelo amplo apoio que recebemos de muitos lugares do Estado para plantarmos esse boa semente de mudança e compromisso com a ética na vida pública. Nesse processo, pudemos identificar muita gente boa determinada a contribuir com esse ideal. Nossa disposição de lutar para a construção de boas políticas públicas permanece; e sai ainda mais fortalecida deste momento inicial. Obrigado, amigas e amigos! O trabalho não se perderá.

 

Estamos começando uma caminhada; e este é apenas o primeiro passo. A mudança que desejamos necessita de compromisso e perseverança!” , finalizou Josenir Dettoni.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS