close

GALO DA MEIA NOITE: Bloco não sai às ruas por falta de pagamento dos bombeiros civis e dos cordeiros

O Galo da Meia Noite é um dos blocos mais tradicionais de Porto Velho.

EMÍLIA ARAÚJO - RONDONIAOVIVO

21 de Fevereiro de 2020 às 14:19

GALO DA MEIA NOITE: Bloco não sai às ruas por falta de pagamento dos bombeiros civis e dos cordeiros

FOTO: (Divulgação)

Por falta de pagamento dos 20 bombeiros civis e dos 150 cordeiros (pessoas que ficam segurando a corda de isolamento enquanto os foliões brincam), o bloco Galo da Meia Noite não desfilou nesta quinta-feira,20, sendo necessário a presença da Polícia Militar para acalmar os ânimos. O acerto, segundo os cordeiros, era a administração efetuar o pagamento antes da saida bloco, o que não ocorreu.

 

Já Edézio Jesus, proprietário da S.O.S Bombeiro Civil, empresa contratada pela direção do Galo da Meia Noite para prestar atendimento de primeiros socorros durante o evento, afirmou que o pagamento deveria ter sido feito dias antes do desfile, mas o presidente do bloco, Aldo Lery,  pediu para arcar com esse compromisso na noite do desfile.

 

“O problema é que ao chegarmos lá ele disse que não tinha dinheiro para pagar pelo serviço dos bombeiros. Depois de muito bate-boca, o presidente queria que aceitássemos um cheque da esposa dele no valor de R$ 4 mil (valor do contrato). Não podia concordar com essa proposta, pois não consta essa cláusula no contrato”, declarou.

 

Deputado estadual

 

Jesus afirmou ainda que durante as reuniões que manteve com a direção do Galo da Meia Noite, Lery fazia questão de dizer que o bloco agora sairia porque tinha um concunhado que era deputado estadual. “Além disso, era cheio de exigências”.

 

Polícia Militar

 

Jesus explicou também que comunicou o fato aos Bombeiros Militares e chamou a Polícia Militar para que ambos ficassem cientes do ocorrido e, dessa forma, a S.O.S se isenta-se de algum problema que por ventura ocorresse, caso o bloco desfilasse sem a presença dos bombeiros civis.

 

 “A minha empresa é credenciada junto ao PM e ao CBMRO e tenho que prestar contas do que faço”, frisou. Ele destacou ainda que a S.O.S Bombeiro Civil existe desde 2008 e é reconhecida no mercado pelo trabalho que executa em grandes eventos.

 

“Como uma fênix”

 

O Galo da Meia Noite é um dos blocos mais tradicionais de Porto Velho. Durante anos lotou as ruas da área central da cidade em plena quinta-feira. Mas há dois anos, devido a uma dívida considerável para com o Município, o bloco deixou de desfilar sem dar explicação aos foliões.

 

Este ano a direção anunciou o seu retorno em alto estilo. A festa seria animada pelos Djs Alexandre Potencia, Leylson Lima e Willames, além do músico Tom Brito e banda, Banda Carijó e Banda Piolho de Cobra. De acordo com o alvará expedido pela prefeitura de Porto Velho, o bloco poderia desfilar até as 4 horas da madrugada desta sexta-feira.

 

No último release enviado a imprensa na quarta-feira,19, a direção afirma que “ após dois anos sem se apresentar, o Galo da Meia Noite, tal qual a Fênix, ressurge das ‘cincas’ de uma situação que para muitos parecia impossível de ser resolvida e que graças ao agitador cultural Aldo Lery foi superada e com isso o “Carijó” está de volta ao nosso carnaval”.

 

NOTA DA REDAÇÃO: Até o fechamento desta matéria, o Rondoniavivo tentou falar com o presidente do bloco, mas o mesmo não atendeu o telefone.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS