close

MUDANÇA: Assistente Social assume Casa de Cultura Ivan Marrocos; ex-diretora fala de sua gestão

Ainda segundo o novo diretor, já está sendo feito o cadastro dos artistas para que a administração tenha uma base de dados de acordo com cada segmento

EMÍLIA ARAÚJO - RONDONIAOVIVO

12 de Fevereiro de 2020 às 12:06

MUDANÇA: Assistente Social assume Casa de Cultura Ivan Marrocos; ex-diretora fala de sua gestão

FOTO: (Divulgação)

A Casa de Cultura Ivan Marrocos tem novo diretor desde o dia três de fevereiro em substituição a artista plástica Margot Paiva, que administrou o espaço durante três anos. Trata-se de Pedro Braz, jovem, com cara de menino, mas que, segundo ele, já beira os 30 anos.

 

Graduado em Serviço Social, Pedro falou ao Rondoniaovivo que trabalha há treze anos na administração pública, parte deles na antiga Secretaria de Cultura do Estado – Secel, quando teve a oportunidade de conhecer, segundo afirmou, as finalidades do órgão de cultura e dialogar com artistas desse segmento.

 

Ao ser indagado sobre os projetos que pretende implementar em sua gestão, ele declarou que, inicialmente, está se inteirando da situação administrativa em que se encontra a Ivan Marrocos, a exemplo do Inventário das Obras e do Patrimônio. Ele declarou que tem recebido também os artistas para dialogar.

 

Agenda positiva

 

“Primeiramente, quero aqui reforça e dizer que Margort iniciou um lindo trabalho nesta instituição e nosso objetivo é a continuidade, garantindo a participação popular nas ações da Casa de Cultura, visando garantir a todos o pleno exercício dos direitos culturais, além de apoiar e incentivar a valorização e a difusão das manifestações culturais”, pontuou.

 

De acordo com ele, como a Ivan Marrocos tem como finalidade o desenvolvimento artístico cultural das artes cênicas, plásticas e visuais, da dança, música, entre outros, a atual administração manterá reuniões com todos os artistas para que, juntos, possam produzir uma agenda positiva de ações para ser desenvolvida por essa instituição.

 

Ainda segundo o diretor, já está sendo feito o cadastro dos artistas para que a nova diretoria tenha uma base de dados de acordo com cada segmento. “Neste momento estamos fazendo esse cadastro fisicamente, mas posteriormente será virtual”, disse.

 

“Queremos construir, junto com os artistas, uma agenda itinerante de exposições das obras nas unidades da Funcer, bem como em outras instituições, dando visibilidade aos trabalhos dos mesmos”, finalizou.

 

“Fui exonerada após fazer o planejamento para 2020”, afirma a ex-diretora Margot Paiva

 

Ao deixar o cargo, a Margot escreveu um texto nas redes sociais falando de seu trabalho. Arquiteta, artista plástica e especializada em artes, ela declarou que foi exonerada após fazer todo o planejamento da casa de Cultura para 2020.

 

Ela informou que conseguiu junto a equipe do CCIM a reforma da parte hidráulica e elétrica, reforma dos banheiros, pintura do prédio e desentupimento da rede de esgoto.

 

A ex-diretora enfatiza ainda que implantou uma biblioteca especializada em artes visuais, reformou toda a galeria e, na parte superior retirou até mesmo as paredes para que o espaço ficasse mais amplo para expor as obras, assim como impediu o consumo de bebidas alcóolicas dentro da unidade, reconquistando famílias, crianças, artistas visuais e literários. “Enfim, readquirimos a dignidade e confiança na Ivan Marrocos”, ressaltou.

 

O texto de Margot Paiva na íntegra

 

Hoje recebi a notícia que estou exonerada pela nova presidência da FUNCER. E é com muita alegria que faço pública a minha inteira gratidão por ter feito parte da história dessa instituição pública, onde aprendi e empreendi.


É natural que mudanças de governos tragam seus novos gestores para suas unidades (eu até fui longe demais em passar por 2 governos e 4 presidentes da fundação).


Desejo ao novo diretor muita Luz e sabedoria e desejo que sua gestão seja melhor do que a minha. Aviso que doravante todos os acervos literários e pictórios doados, assim como obras em exposição, estão sobre responsabilidade do novo gestor.


Levo parceiros de trabalho, que se tornaram amigos eternos e levo grande aprendizado. Saio mais forte.


Doravante, sigo minha carreira artística, dando aulas e executando projetos paisagísticos! Muito Obrigada a todos que estiveram comigo nesta etapa, (todos mesmo), pois, até com os adversos a gente aprende.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS