close

ENCONTRO: Projeto Samba Autoral deste sábado recebe ‘Samba Sempre’, de Manaus

O evento será no Bar do Calixto

AUTOR:ASSESSORIA/ASFALTÃO

3 de Outubro de 2019 às 09:39

ENCONTRO: Projeto Samba Autoral deste sábado recebe ‘Samba Sempre’, de Manaus

FOTO: (Divulgação)

Neste sábado, 5, a partir das 14h30, no Bar do Calixto, acontecerá a 46ª edição do Projeto Samba Autoral. Esta será uma edição pra lá de especial, pois dedicada aos 105 anos de Porto Velho será um encontro do Projeto Samba Autoral, criado por bambas de nossa cidade com o Projeto denominado Samba Sempre, de Manaus, com a presença do produtor, musico, cantor e compositor Junior Rodrigues.

 

Segundo Junior, o projeto é voltado para o gênero do samba de raiz e propõe, com um baixo custo, uma coletânea com intérpretes, grupos ou movimentos de Samba.

 

“Pensava em atingir apenas os sambistas de Manaus, mas despertou o interesse de amigos de outros estados e desde a primeira edição, que temos também sambistas do Rio de janeiro, Recife e principalmente de Porto velho. A partir daí a adesão só cresce.” Ressalta Junior Rodrigues, idealizador do Projeto Samba Sempre.

 

Na primeira edição, foram seis intérpretes no CD com 12 faixas. Desde a primeira edição, Porto velho sempre apresentou sambas de muita qualidade. Na Primeira edição estiveram: Sem Razão, de Walber do Cavaco/Marcelo Maya, Interpretado por Walber do Cavaco; Ela só Quer Sambar, de Beto Cézar/Carlos Colla/Tadeu Junior, Interpretado por Beto Cézar; A Vida é Bela para quem Sabe Amar, também de Beto Cézar/Alceu Maia.

 

Intérprete: Beto Cézar; Onde Tem Samba, de Walber Junior/Marcelo Maya/Walber do Cavaco, interpretado por Walber do Cavaco.

 

Na Segunda Edição esteve estiveram Homem de Fé, de Antônio Tavernard, interpretado pelo próprio autor; UM TAMBOR de Waldison Pinheiro/Mávilo Melo, Interpretado por Waldison Pinheiro; Sou do Norte sou Guerreiro de Beto Cezar/Alceu Maia, Interpretado por Beto Cezar.

 

Na Terceira Edição estiveram Samba e Sentimento, de Silvia Pinheiro (Pastoras do Asfaltão)/Waldison Pinheiro, interpretado pelos autores.

 

4ª Edição

 

Nesta quarta edição, a qual será lançada neste sábado dia 5 de outubro, vêm 17 faixas inéditas, sendo 8 de Porto Velho.

 

Os sambas da capital contemplados nesta quarta edição deste brilhante projeto, são Tempo Bom, do Mestre Bainha, interpretado pelo próprio autor; Forma de Oração, de Silvia (Pastoras do Asfaltão)/Reginaldo Makumbinha, interpretado pelas Pastoras do Asfaltão; Alta Bandeira, Kote da Matinha, interpretado por Walber do Cavaco; Foi Lindo esse Amor, de Toninho Tavernard, interpretado pelo próprio autor; CLAREIA de Mávilo Melo/Waldison Pinheiro, interpretado por Waldison Pinheiro; O Santo Bateu, de Mávilo Melo/Aronilson do Cavaco/Peterson Cebolinha, interpretado por Mávilo Melo; Minha Razão de Ser, de Silvio M. Santos, interpretado pelo próprio autor; O Amor Sobreviveu, de Hudson Souza, interpretado por Hudson Mamedes.

 

Neste encontro de dois Projetos, cujo o foco é estimular e dar visibilidade às inspirações que antes viviam no anonimato, poderemos viajar nas composições de doces poesias acompanhadas de suaves melodias.

 

Uma boa oportunidade para ouvir e curtir, mas sobre tudo sentir o que há de melhor na proposta dos Projetos Samba Autoral e Samba Sempre.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS