close
logorovivo2

FLOR DO MARACUJÁ: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

A XXXVIII edição da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá, esta dependendo da resposta dos dirigentes dos grupos folclóricos

ZÉKATRACA

17 de Maio de 2019 às 09:26

FLOR DO MARACUJÁ: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Pronto, agora está esclarecido. A XXXVIII edição da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá, esta dependendo da resposta dos dirigentes dos grupos folclóricos se aceitam ou não a proposta da Sejucel.

 

***********

 

Lembrando que a Sejucel não concordou com a proposta apresentada pela Federação de Quadrilhas e Bois Bumbás e danças Folclóricas de Rondônia – FEDERON que solicitava o valor de R$ 20 Mil para cada grupo de quadrilha e boi bumbá adulto e R$ 10 Mil aos mirins.

 

*********

 

Como a Federon condicionou a participação dos  grupos, apenas se a Sejucel atendesse a reivindicação acima, o Arraial Flor do Maracujá pode não acontecer sob a coordenação do governo do estado via Sejucel.

 

*********

 

Por outro lado, a Sejucel encaminhou aos presidentes de todos os grupos folclóricos, oficio oferecendo uma premiação de R$ 10 Mil, aos grupos que conquistarem os primeiros lugares, nas categorias quadrilha e boi bumbá adulto.

 

*********

 

Os mirins também vão receber uma importância considerável, assim como o vencedor da categoria acesso.

 

*********

 

O governo também está condicionando que a resposta dizendo se o grupo concorda ou não em se apresentar o Flor do Maracujá 2019, até o dia 27 (última segunda feira de maio).

 

**********

 

Caso a maioria não aceite a proposta, o governo estadual através da Sejucel suspende sua participação na realização do Arraial Flor do Maracujá 2019.

 

**********

 

Lembrando que o valor da premiação pode aumentar, caso a Sejucel consiga mais patrocínio.

 

*********

 

Com um detalhes, todo grupo que se propor a dançar no Flor do Maracujá fará jus ao valor de R$ 2 Mil, como cachê de apresentação.

 

*********

 

O que está pegando, no watts App dos grupos folclóricos, é que nenhum tostão será repassado antes das apresentações no Arraial Flor do Maracujá.

 

***********

 

É que a Caixa só repassa o valor acordado, após a realização do evento e mais, esse repasse não será tão imediato, leva um tempo para que seja observada a burocracia.

 

**********

 

Lembrando que grupos como Juabp, Girassol, Rádio Farol, A Roça é Nossa, Rosas de Ouro, Rosa Divina, Corre Campo, Diamante Negro, Marronzinho, Manhoso e muitos outros, investem na montagem de seus temas e rituais, valores que ultrapassam os R$ 50 Mil.

 

**********

 

Então esses grupos vão investir todo esse valor e se por acaso ganharem o primeiro lugar, receber apenas R$ 10 Mil. Será que vale a pena?

 

**********

 

Por outro lado, todo e qualquer grupo folclórico existente em Porto Velho, quer mesmo é se apresentar no Flor do Maracujá. Não interessa o quanto seja necessário em investimento para conseguir ser visto pelo público do grande Arraial.

 

*********

 

Lembrando que no ano passado, a Federon sem contar com ajuda financeira do governo estadual, conseguiu passar aos grupos folclóricos da categoria especial, muito mais de 10 Mil por grupo.

 

**********

 

Se não estou enganado os bois bumbás adultos receberam R$ 16 Mil.

 

**********

 

Aí vem o governo através da Sejucel e oferece apenas R$ 2 MIL como cachê, para cada grupo. Não paga nem o chapéu da Sinhazinha quanto mais a Coroa da Rainha da Junina.

 

**********

 

Porém, pelo que conheço sobre o Arraial Flor do Maracujá, posso apostar que a maioria dos grupos vai aceitar a proposta apresentada pela Sejucel e o Flor do Maracujá vai realmente começar no dia 28 de junho.

 

***********

 

Enquanto isso, a pedida de hoje, é participar do Coquetel de lançamento do Arraial Flor de Cacto às 17 horas no Centro de Atendimento ao Turista – CAT no 1º piso do Porto Velho Shopping.

 

**********

 

O presidente da Liga nosso amigo Negaça, diz que vai servir os melhores quitutes, durante o Coquetel de Abertura do 22º Arraial Flor de Cacto.

 

 

Coquetel de lançamento

22º Arraial Flor de Cacto

 

Com o apoio do governo estadual através da Superintendência de Turismo de Rondônia – SETUR e prefeitura de Porto Velho via Funcultural, a Liga dos Arraias oferece na noite desta sexta feira 17, no Centro de Atendimento ao Turista – CAT no 1º piso do Porto Velho Shopping com inicio às 17 horas, a imprensa, convidados e público de modo geral Coquetel de Lançamento do XXII Arraial Flor de Cacto.

 

Na oportunidade a direção do Flor de Cacto que tem a frente, o engenheiro Clodoaldo Negaça vai apresentar show com a participação de grupos folclóricos de dança de quadrilha e toada de boi bumbá.

 

O XXII Arraial Flor de Cacto começa pra valer, no próximo dia 24, no Campo 1º de Maio no bairro Caladinho, Zona Sul de Porto Velho. Este ano a Coordenação do segundo maior Arraial Folclórico de Porto Velho realiza o 3º Festival de Quadrilha Junina cuja premiação será de R$ 15 Mil divididos entre os primeiros colocados. “São dez dias de festa junina com show de bandas de forró e com venda de comidas típicas nas barracas/restaurante, além de parque de diversão para a gurizada se divertir”, disse Negaça.

 

O folclorista João Alves – Joãozinho coordenador do Festival, reuniu os presidentes dos grupos que se inscreveram para participar do Festival Flor de Cacto e combinou que a abertura no dia 24, será com a apresentação do Grupo da 3ª Idade Renascer seguido do Grupo de Dança Watiku Mayakan. O Festival propriamente dito, só vai começar na noite de sábado dia 25, com as apresentações das juninas Rosa Divina e Mocidade Junina.

 

O coquetel na noite desta sexta feira 17 está marcado para começar às 17 horas no Centro de Atendimento ao Turista da SETUR.

 

 

 Grupos folclóricos têm até o dia 27

Para confirmar apresentação no Flor

 

A Sejucel expediu oficio aos dirigentes de todos os grupos folclóricos de quadrilha e boi bumbá, informando da decisão da coordenação em realizar a XXXVIII Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá.

 

Explicando que após analisar a proposta apresentada pela Federon, na qual a direção da Federação informa que para seus filiados se apresentarem no Arraial sob a coordenação do governo estadual via Sejucel, é necessário que deposite numa conta específica o valor de R$ 630 Mil, que será rateado entre os grupos de quadrilhas, boi bumbás do grupo especial e grupo de acesso. “Senhor Superintendente nessas condições estaremos no evento do governo, caso contrário, já informamos que os grupos não irão se apresentar...” consta no ofício nº 023/2019/Federon de 06 de maio de 2019.

 

Diante das exigências da Federon a Sejucel espediu o Oficio-Circular nº 14/2019 no qual convida os grupos folclóricos para se apresentar nas competições a realizarem-se durante o evento “Flor do Maracujá 2019”. “É importante salientar, que esta Superintendência já assegurou para o evento o valor de R$ 513.700,63, que serão empregados na contração de ônibus para transportar os grupos; infraestrutura de sonorização, palco, iluminação e banheiros químicos; arquibancadas, grades de contenção, telões de Led. Treliças, hospedagem, alimentação dos jurados e lanche dos brincantes; passagens para jurados entre outras despesas.  

 

A Sejucel está oferendo aos grupos   uma premiação em dinheiros aos primeiros colocados (até o 4º lugar) nas categorias quadrilhas e bois bumbás adultos, quadrilha e boi bumbá mirim além de premiação em espécie ao vencedor na categoria acesso e o duelo das tribos.

 

Os primeiros lugar nas categorias quadrilha e boi adulto ganha R$ 20 Mil e os Mirins R$ 6 Mil. Os valores da premiação estão sendo negociados com a Caixa Econômica Federal. “Solicitamos que nos seja respondido, individualmente, por cada presidente de grupo, por escrito, quanto à participação ou não no Flor do Maracujá 2019, para que possamos implementar nossa programação sem maiores transtornos. O ideal é que essa resposta nos seja enviada na data limite de 27 do corrente mês (segunda feira), no protocolo da Sejucel”, consta do oficio-circular nº 14/2019/Sejucel.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS