close
logorovivo2

FOTOGRAFIA: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

As mostras de fotografia e multimídia ficarão abertas ao público até o dia 19 deste mês (abril), das 16 às 20 horas

ZÉKATRACA

2 de Abril de 2019 às 11:13

FOTOGRAFIA: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Hoje tem reunião entre o superintendente da Sejucel e dirigentes de grupos folclóricos de Quadrilha e Boi Bumbá. A convocação é para as 10 horas no Teatro Guaporé.

 

**********

 

Apesar de ontem ter sido o Dia da Mentira as conversas que rolaram entre os dirigentes de vários grupos folclóricos e a direção da Federon, são verdadeiras. Teve dirigente desabafando contra não sei quem, que segundo ele, quer tirar a administração do Flor do Maracujá da Federon.

 

*********

 

Acontece que a desconfiança, foi porque até determinada hora do dia de ontem, a Sejucel não havia convidado a direção da Federon para participar da dita reunião. Aí o pau quebrou via WatsApp.

 

**********

 

No meio da tarde o presidente da Federon Fernando Rocha comunicou que havia recebido um telefonema (mensagem) convidando a direção da Federon para a reunião. Apesar do desabafo do Fernandão, a paz voltou a reinar aparentemente no grupo.

 

*********

 

Sinceramente, se eu fosse o superintendente da Sejucel, não teria convocado essa reunião com todos dos grupos folclóricos. Teria apenas convocado os dirigentes da GUANECER e da ANAJUP mais os da Federon e passar para eles, o que o governo do estado pretende fazer em prol da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que acontece no Arraial Flor do Maracujá.

 

**********

 

Ora meus amigos, se exitem entidades que representam os grupos, como é o caso da ANAJUP que responde pelos Grupos de Quadrilhas e a Guarnecer que fala pelos Bois Bumbás e a Federon que tem as duas Associações como filiadas. Batava convocar as diretorias dessas entidades e passar o que o governo pretende com o Flor do Maracujá 2019.

 

**********

 

Estarei na reunião desta manhã, no Teatro Guaporé e espero que tudo dê certo e que os dirigentes dos saibam que o que a Sejucel está fazendo é apenas realizar uma grande festa. Tanto que o superintendente está garantindo que o Flor a partir deste ano volta a ser realizado ou pelo menos iniciado, no mês de junho. Que dizer volta a ser de verdade uma festa junina.

 

************

 

Se você não sabe a deputada federal Mariana Carvalho garantiu que vai marcar presença na reunião do teatro Guaporé. Ela que está colocando emenda par o Flor do próximo ano.

 

***********

 

Outra autoridade que vai marcar presença é o deputado estadual Sargente Eyder Brasil o dançarino de tudo quanto é ritmo.

 

***********

 

Enquanto o Flor do Maracujá não chega, o espetáculo “Confidências de um Espermatozoide Careca” volta aos palcos de Porto Velho nos dias 3 e 4 deste mês, ou seja, amanhã e depois no Teatro Guaporé.

 

**********

 

O Projeto Cumbuca Cultural apresenta novamente “Confidências de um Espermatozoide Careca”, que já foi considerado o melhor espetáculo de teatro pela crítica e pelo público (2000 e 2001). A duração do espetáculo é de 60 minutos e começa às 20 horas.

 

**********

 

“Confidências de um Espermatozoide Careca” é um monólogo escrito pelo jornalista carioca Carlos Eduardo Novaes e retrata com humor a vida de um espermatozoide desde a sua concepção, passando pela infância, a calvície precoce, a primeira vez, o casamento, viagens, o Golpe de 64, a separação, as frustrações da vida e suas alegrias.

 

**********

 

Após 11 anos, a produção volta aos palcos com direção e iluminação de Suely Rodrigues, sonoplastia de Alexandre Lemos, cenários de Gibasan (in memorian) e a contrarregragem de Arlete Vrena, além da atuação de Geovani Berno e Jailton Viana.

 

**********

 

Serviço: O que? Peça teatral “Confidencias de um Espermatozoide Careca”- Local: Teatro Guaporé (Anexo ao Teatro Palácio das Artes, ao lado do Tribunal de Justiça de Rondônia – Rua Presidente Dutra, 4183 – Bairro Olaria).- Data: 03 e 04 de abril; - Horário: 20 horas. Valor: R$ 40,00. Contato: (69) 99245-0173 (adquirir ingresso antecipado a R$ 20,00).

 

 

Exposição de fotografia

na Casa Ruante, em PVH
 

As exposições fotográficas e de multimídia “O Amor é Filho do Tempo” e “Nós Que Aqui Estamos Por Vós Esperamos”, ambas do Coletivo Madeirista, serão abertas nesta quinta-feira (4/4), às 19h30, na Casa Ruante, localizado na Rua José Bonifácio -1295, entre as avenidas Calama e Abunã. “É uma mostra que fala de amor e vida”, afirmou Elizabete Christofoletti, integrante do Coletivo. A classificação é acima dos 16 anos e entrada é franca.

 

Na programação de abertura terá uma cena de Hamelet Machinin, interpretada por atores do Teatro Ruante; performance teatral de “Nós Que Aqui Estamos”, com Júnior Lopes; intervenção musical de Bira Lourenço na peça Réquiem, de Brahams, e interpretação musical do samba “O Amor é Filho do Tempo”, com a banda Zazumbeats.

 

 

 

 

O trabalho fotográfico “Nós Que Aqui Estamos por Vós Esperamos” foi contemplado com o prêmio de fotografia Dana Merril/2017, promovido pela Superintendência Estadual de Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel).

 

As mostras de fotografia e multimídia ficarão abertas ao público até o dia 19 deste mês (abril), das 16 às 20 horas. “A instalação da exposição é toda sensorial para que os sentidos daqueles que a visitam sejam ativados”, observou Elizabete Christofoletti, que assina “O Amor é Filho do Tempo”.

 

 

Cronograma

 

As duas exposições são, para melhor entender, divididas em nove estações. A primeira é o rito de entrada, onde o visitante passa por seis tapetes, entre eles, o de água, de tampinhas de garrafa (que representa o contato com a dor) e o de pedra, que configura a capacidade de transformação; a segunda é a “Parangolé” (feito com fitas de cetim e guizos), a terceira é “Formas Sociais de Amar’ (As cenas são produzidas com bonecos pequenos de plásticos);

 

A quarta estação é a de “Monóculos e a Cama de Hamelet (Esta é totalmente interativa, onde a pessoa, caso queira, poderá deitar na cama e contracenar na cena de “ Amor e Desamor”, de Hamelet e Ofélia); a quinta é “O Olho da Alma” (Momento em que o visitante olha para dentro de si de maneira reflexiva); na sexta estação ocorre o “Encontro com Dionízio”, com a música “Comida e Bebida”, que representa a transformação.

 

Já na sétima estação, a pessoa confronta com a possibilidade de morte e da vida em “Nós Que Aqui Estamos por Vós Esperamos”; na oitava estada o visitante se defronta com imagens de pessoas que já se foram e de frases de outras que estão próximas da morte. “A ideia é que pensemos no tempo e na dádiva que é a vida”, declarou Elizabete. Por fim, a nona estação é formada por um longo corredor para que o visitante volte a si e reflita em relação a tudo que sentiu e viu nas duas exposições.

 

 

Serviço

 

Assunto: Exposição de Fotografia Multimídia

Data: De 4 a 19 de abril

Horário: Das 16 às 20 horas

Local: Casa Ruante

Endereço: Rua José Bonifácio, 1295 (Entre Calama e Abunã - próximo ao CNA)

Valor: Gratuito

 

 

Informações: 3224-2070

 

 

 

CULTURA

Biblioteca F. Meirelles premia

estudantes no concurso de fotografia
 

A noite da última sexta-feira (29/3) foi de premiação na Biblioteca Municipal Francisco Meirelles, que realizou a 2ª edição do Concurso de Fotografias, entre estudantes da educação fundamental nível II (6° ao 9° ano) e do nível médio, das redes públicas e privada da cidade. A cerimônia foi prestigiada por estudantes da Escola Estadual Barão de Solimões.

 

O concurso teve como tema ‘A arte está em toda parte’ e recebeu fotografias que ilustravam a chuva, o rio e também a Usina Hidrelétrica Jirau. Os três primeiros colocados, respectivamente, foram os alunos Alex Tomaz de Oliveira Santos, de 18 anos, Lídia Schreiner Lima, 17, e Maria Vitória de Moraes Neves, 18. Cada um deles foi premiado com um tablet e um kit de livros. Além deles, outros sete participantes receberam o kit de livros, totalizando dez premiados.

 

 

 

 

 

Foram cerca de 20 inscritos, quatro deles dos distritos de Calama e Demarcação. Todas as fotografias premidas ficarão no acervo da biblioteca. “Com o sucesso, ainda esse ano, lançaremos um novo edital para acrescentar algo a mais no concurso. Estamos trabalhando e, logo, teremos surpresas”, informou a diretora da biblioteca, Karen Rak, que já pensa em novos concursos. (Comdecom)

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS