close
logorovivo2

CIDADE CRIATIVA: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

Os participantes do Encontro poderão contribuir também com a elaboração de dois documentos: manifesto das Cidades Criativas Brasileiras e o Regimento da Rede Brasileira de Cidades Criativas

ZÉKATRACA

27 de Março de 2019 às 10:38

CIDADE CRIATIVA: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Pedro Jorge o locutor de rodeio mirim, o mais novo do Brasil encontra-se em São Paulo, gravando para o programa “A Hora do Faro”. Seus pais Jucilene e Casa Grande estão com o sorriso da largura da ‘Arena de Rodeio’. Segura Peão!


 

***********

 

Por falar em atração, nossa amiga a queridíssima Bailarina da Praça está correndo por tudo quanto é canto da cidade, em busca de apoio para a festa da Pascoa que ela vai realizar na praça Rondon no dia 21 de abril.


 

**********

 

Receba bem a Bailarina que a causa é boa, colabore com a festa dela, pois, os beneficiados serão as crianças, e os moradores de rua. Todo ano ela realiza esse evento filantrópico. A Banda de Música da PM vai animar a festa que está marcada para começar as 14 horas e que segundo a própria Bailarina, vai chegar ao auge as 17 horas. Muito chocolate será distribuído, isso, se você colaborar.


 

*********

 

Vamos corrigir uma mancada que postamos na coluna de ontem: Escrevemos que a Simone Guedes não era mais a presidente da Liga dos Bois Bumbás – Guarnecer quando na verdade ela continua a frente da entidade que comanda os bumbás.


 

*********

 

Quer dizer, a Guarnecer está apta a coordenar as apresentações dos Bumbás no 39º Arraial Flor do Maracujá em parceria com a Federação de Quadrilhas, Bois Bumbás e Grupos Folclóricos do Estado de Rondônia – FEDERON.


 

*********

 

Outra entidade que está com a documentação redondinha, quer dizer, tudo em ordem, é a UNAJUP que congrega os Grupos de Quadrilhas Juninas. Essa entidade deve coordenar a participação das juninas no Flor do Maracujá também em parceria com a FEDERON.


 

*********

 

Coloco a Federon nessa postagem, porque ela é possuidora de um documento expedido pelo Ministério Público – MP que diz, que a Administração da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá é de sua competência.


 

*********

 

Enquanto o teor deste Documento (TAC), não for revogado pelo MP, o Flor do Maracujá será de responsabilidade da FEDERON. O resto é conversa fiada.


 

*********


 

Por falar em show de toada de boi, o Diamante Negro já agendou junto a produção do levantador de toada Arlindo Júnior do Caprichoso, apresentação que deve acontecer em Porto Velho no dia 1º de junho.


 

*********

 

Não sei por que o Aluízio Guedes postou nas redes sociais, que o Show que seu boi vai promover, garante que o cantor não vai sair daqui reclamando que não recebeu o cachê. Ta se referindo a quem Amo do Diamante?


 

*********

 

Enquanto o show da dupla Sandy e Júnior só não vem a Porto Velho, vamos nos contentando com as apresentações dos nossos grupos de forró sob o comando do Allan Veck.


 

*********

 

Tem um ditado que diz: “Quem fala demais, dar bom dia a cavalo”. Pai Beto colaborador de vários grupos folclóricos, comentou com esse colunista, que tem gente falando demais a respeito da gerência do Flor do Maracujá.


 

*********

 

Inclusive lembra o presidente da escola de samba São João Batista, tão usando o nome de uma autoridade indevidamente. Alguém pode se ferrar. “Olha o que eu te digo!” Diz Alberto no seu sotaque paraense.


 

*********

 

Quando a bronca bombou nas redes sociais e ultrapassou as fronteiras do estado de Rondônia e ecoou em Manaus, o dirigente de uma determinada Associação, saindo pela tangente ou como se diz no popular, “tirando o seu da reta”, saiu-se com essa: “Não tenho nada a ver com esse trem”. Aí o pau quebrou.


 

********

 

Esse é o tipo do assunto para o Toninho de Irene colocar em sua pauta. Será que o “Toninho de Irene” ler o Zekatraca?


 

********

 

O que se escuta nos bastidores culturais é: “Tá mais perdido que o Pro-Cultura quando se trata do Fundo de Cultura”, responde ae Rômulo Pacifico!

 

 

ECriativa – Encontro das cidades

Criativas acontece em Cacupé - SC
 

Representantes das oito cidades brasileiras com o selo de “cidades criativas”, concedido pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), se reunirão desta terça-feira (26) até quinta-feira (28), em Florianópolis (SC), para apresentar projetos que visam impulsionar a economia criativa e trocar entre si experiências bem sucedidas e suas melhores práticas. O II ECriativa – Encontro das Cidades Criativas Brasileiras ocorre no Hotel Sesc Cacupé. Os participantes do Encontro poderão contribuir também com a elaboração de dois documentos: manifesto das Cidades Criativas Brasileiras e o Regimento da Rede Brasileira de Cidades Criativas UNESCO.

 

Atualmente, as cidades brasileiras que compõem a Rede Cidades Criativas da Unesco (Unesco Creative Cities Network – UCCN) são: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ), no campo da gastronomia; Brasília (DF) e Curitiba (PR), no do design; João Pessoa (PB), em artesanato e artes folclóricas; Salvador (BA), na música; e Santos (SP), no cinema. Tais municípios estão entre os 180 de 72 países destacados pelo seu histórico na atuação de alguma das sete categorias consideradas pela Unesco como impulsionadores da economia: artesanato e artes folclóricas; artes midiáticas (integração entre diferentes linguagens artísticas e novas tecnologias); design; cinema; gastronomia; literatura e música.

 

Para fazer parte da Rede, tais cidades se comprometem a desenvolver e compartilhar suas experiências para promover as indústrias criativas, fortalecer a participação na vida cultural, a desenvolver vínculos que os associem a setores públicos e privados e a sociedade civil e integrar a cultura às políticas de desenvolvimento urbano sustentável.

 

“A Secretaria Especial da Cultura é parceira no desenvolvimento de políticas públicas que apoiam os setores e territórios criativos. Junto com o Ministério do Turismo, temos trabalhado para a formação de uma rede de municípios criativos brasileiros. A ideia é que essa rede, assim como a da UNESCO, crie oportunidades de trocas de experiências, informações e que, a partir desse intercâmbio, desenvolvam políticas conjuntas para o implemento da economia criativa em seus territórios”, ressalta a coordenadora-geral de Empreendedorismo e Inovação da Secretaria Especial da Cultura, Andrea Santos Guimarães. Ela representará a Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania no evento, ao lado de integrantes do Ministério do Turismo, da UNESCO Brasil, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) Nacional e do Grupo Gestor e da Confraria do Programa Florianópolis Cidade Criativa UNESCO da Gastronomia.

 

Em 2019, a UNESCO abrirá convocatória para que novos municípios façam parte da Rede de Cidades Criativas. A Secretaria Especial da Cultura, por meio de edital, contratou consultores para auxiliar 15 municípios brasileiros a formularem suas candidaturas: Diamantina (MG), Campinas (SP), Rio das Ostras (RJ), Pelotas (RS), Aracajú (SE) e Taubaté (SP), que se candidatarão na categoria música; Cataguases (MG), Niterói (RJ) e Novo Hamburgo (RS) em cinema; Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP) em gastronomia; Itaboraí (RJ), Imbituba (SC) e Santana de Parnaíba (SP) para artesanato e artes folclóricas; e Duque de Caxias (RJ) em artes midiáticas.

 

A Rede Cidades Criativas da Unesco tem o objetivo de promover a cooperação internacional entre localidades com potencial de usar a criatividade como vetor estratégico para impulsionar o desenvolvimento urbano sustentável.

 

(Assessoria de Comunicação - Secretaria Especial da Cultura Ministério da Cidadania)

 

 

 

Asfaltão convida você para

viajar no mundo da leitura

 

 

 

 

A tarde deste domingo, dia 31 de março será diferenciada, a Família do Tigre viajará nas contações de histórias, leituras, músicas, troca de conhecimento, livros e as muitas “fantasias”.

 

A convite do Clube de Leitura Porto Velho, coordenado pela professora Maristela Melo, a Escola de Samba Asfaltão, participará da V Jornada Mundial Leituras ao Ar Livro (AL AIRE LIBRO), ação de incentivo ao prazer da leitura desenvolvida pela Saraswati – Artes Integradas.

 

Dentre seus projetos socioculturais, cumprindo seu papel como agremiação Cidadã, a Família Amarelo, Preto e Branco tem o Projeto Leituras no Porto, que visa contribuir também para o fortalecimento e crescimento intelecto cultural de crianças, adolescentes, adultos e idosos. “Esta é uma parte de nossa importante missão, fazer e levar cultura, neste caso, por meio deste tão importante instrumento, a leitura. Diante disso convidamos você e sua família para estarem conosco nesta caminhada, será neste domingo dia 31/03, a partir das 15:00, lá no espaço Alternativo.”Disse Danilo Cardoso, Presidente da Escola de Samba Asfaltão.

 

Este será o encontro dos dois projetos, Leituras Porto Velho com Leituras no Porto da Escola de Samba Asfaltão, que visa a integração da arte e leitura.(Silvia Ferreira de Oliveira Pinheiro – 99982-9381 Diretora de Comunicação do GRES Asfaltão)

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS