close
logorovivo2

ANIVERSÁRIO: Orquestra Sinfônica de Vilhena completa 17 anos

Atualmente, projeto atende cerca de 70 alunos com aulas gratuitas de música. Sicoob Credisul é sua principal mantenedora.

ASSESSORIA

10 de Novembro de 2018 às 10:12

ANIVERSÁRIO: Orquestra Sinfônica de Vilhena completa 17 anos

FOTO: (Divulgação)

No dia 23 de novembro de 2001 acontecia o primeiro concerto da Orquestra Sinfônica de Vilhena, a mais antiga orquestra sinfônica municipal de Rondônia, formada antes mesmo da Orquestra Villa Lobos na capital Porto Velho. A apresentação, em comemoração ao aniversário de Vilhena, marcava o início dos 17 anos de trajetória do grupo. Na época eram apenas 20 integrantes, hoje a orquestra é integrada por 60 músicos efetivos.

 

A vinda do maestro Ronis Salustiano, que já atuava como maestro em São Paulo (SP), à maior cidade do Cone Sul do estado, foi fundamental para a criação do projeto que inclui além das apresentações, aulas de música gratuitas individuais para crianças e adultos.  

 

 

Vim para Vilhena a convite do prefeito na época, para fundar uma orquestra. Quando cheguei, tínhamos 20 instrumentos, mas estavam todos espalhados nas igrejas. Tivemos que sair juntando para conseguir começar as aulas”, lembra ele, que hoje segue como diretor da orquestra.

 

Maurício Martins, de 26 anos, é um dos membros mais antigos. Há 12 anos no grupo, tocava clarinete em sua igreja quando recebeu o convite do maestro para integrar a orquestra. Participou do primeiro ensaio, acabou gostando e continua até hoje.

 

A orquestra é muito importante para mim. Como é basicamente uma das poucas coisas que faço, se tornou um hobby, mas que eu procuro levar muito a sério. Me dedico bastante à música”, diz.

 

 

Antes mantida pela prefeitura, hoje a Orquestra Sinfônica de Vilhena sobrevive graças a recursos da iniciativa privada. Há quatro anos a Sicoob Credisul se tornou a sua principal mantenedora.

 

“Posso definir a parceria com a Sicoob Credisul como a melhor coisa que nos aconteceu. Com certeza é o que vem nos ajudando a sobreviver”, assegura o maestro Ronis.

 

Além do aporte financeiro mensal, a Sicoob Credisul abriu as portas do seu Centro de Treinamento e Cultura para que a orquestra realizar concertos periódicos, todos com ocupação máxima da Sala Expansão, auditório tem capacidade para 300 pessoas.

 

Até outubro deste ano, a orquestra apresentou 13 concertos, em diferentes locais e formação, como grupo de cordas, grupo de metais, concerto didático, concerto erudito, etc. Um destaque foi a participação no desfile de 7 de setembro, promovido pela Fundação Cultural de Vilhena. Um potente sistema de som foi instalado ao longo da Avenida Major Amarante, que reproduziu a apresentação da orquestra, direto da Praça Nossa Senhora Aparecida. A performance, elogiadíssima, emocionou o público que lotou a avenida e os moradores do centro da cidade.

 

As atividades da Orquestra Sinfônica de Vilhena podem ser acompanhadas por meio de sua página no Facebook www.facebook.com/orquestrasinfonicadevilhena/.

 

 

Aulas gratuitas

 

Atualmente, a orquestra atende cerca de 70 alunos com aulas gratuitas e individuais, duas vezes por semana.

 

As primeiras aulas eram ministradas na própria casa do maestro Ronis, com o aumento do número de alunos, passaram a ser realizadas na Fundação Cultural de Vilhena (FCV). Os filhos do maestro, Jesiel e Rafael Pontes, também começaram a dar aulas. Hoje, juntamente com Tércio Santos, são os três maestros oficiais da orquestra. 

 

Um dos alunos é Leonardo Cauã, 11 anos, que faz aulas de violino há quatro meses. “Eu gosto muito de violino, sempre quis aprender. Quando uma amiga da minha mãe disse que aqui davam aulas, insisti para que viesse me matricular”, conta ele, que tem como objetivo principal um dia se apresentar na orquestra.

 

 

Bruna Ferreira, de 17 anos, nunca havia tido contato com a música. Há três anos, se mudou para Vilhena e queria desenvolver alguma atividade. Conheceu a Orquestra Sinfônica e se identificou com a música. “É uma experiência que nunca tive a oportunidade antes”, revela ela, que já integra a orquestra tocando clarinete.

 

 

Inscrições

 

As inscrições para novos alunos são abertas uma vez ao ano. A próxima temporada terá início em 15 de janeiro de 2019. Serão oferecidas 25 vagas para aulas de violino, violão clássico, clarinete, violoncelo, contrabaixo acústico, flauta transversal, trompete e trompa. 

 

Para se inscrever, o aluno ou responsável deve procurar a Fundação Cultural de Vilhena, localizada na Av. Tancredo Neves, nº 3845, Bairro Jardim América. O aluno não precisa possuir o instrumento, a única exigência é saber ler e escrever, e estar disposto a participar da orquestra. O prazo das inscrições vai até o encerramento das vagas.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS