close
logorovivo2

Projeto Canta Mulher é homenageado pela Câmara de Vereadores

O evento contou com reuniões de grupos de mulheres, oficinas, marchas e passeatas

DA REDAÇÃO

23 de Novembro de 2017 às 17:10

Projeto Canta Mulher é homenageado pela Câmara de Vereadores

FOTO: (Divulgação)

O Fórum Popular de Mulheres e o projeto Canta Mulher foram homenageados esta semana pela Câmara de Vereadores pelos 25 anos de instalação do projeto. 

A história do Canta Mulher se conecta com a intensa mobilização e luta das mulheres no Município de Porto Velho. Quando em 1992 nasce no município de Porto Velho o Fórum Popular de Mulheres, um grupo de mulheres feministas que se juntavam durante as atividades do Dia 08 de Março-Dia Internacional da Mulher, numa agenda organizada pela Sociedade Civil, Ong`s e Sindicatos.

Sua criação foi motivada por um grupo de mulheres e feministas militantes dos movimentos de mulheres, movimentos sociais, sindicais e Ongs que pautavam na esteira de suas ações a luta em defesa dos Direitos Humanos das Mulheres e defendiam o Direito à Vida sem violência, a moradia, a saúde, a educação e o meio ambiente sustentável.

O Fórum organizou e coordenou muitas as reuniões de grupos de mulheres, oficinas, marchas e passeatas pelas ruas da cidade, desenvolveu inúmeras campanhas de enfrentamento a violência contra a mulher. Como rede de articulação das lutas em defesa da mulher, o Fórum contou com a valiosa contribuição e apoio de organizações sociais que atuavam na capital, a exemplo do Centro de Educação e Assessoria Popular(CEAP) do Centro de Pesquisa em Populações Tradicionais (CPPT Cuniã), dos sindicatos como: Sindicatos dos Bancários(SEEB), dos Urbanitários(SINDUR), dos Telefônicos(SINTEL), dos Professores(SINTERO) e da Central Única dos Trabalhadores(CUT-RO), além das comunidades religiosas, empresas (UNIMED) e a imprensa local.

As ações do Fórum ganhou adesão das comunidades e da sociedade local, com isso, a pauta de reivindicações sobre os direitos da mulher ganhou forma, conteúdo e visibilidade.
No mesmo ano, descobrimos um grande veículo de informação, interação e difusão da comunicação capaz de potencializar e ampliar a adesão da sociedade as causas em defesa dos Direitos Humanos das Mulheres: a arte, a cultura, a musica.

Assim surge o Projeto “Canta Mulher”, criado pelo Fórum Popular de Mulheres, com objetivo de promover através da cultura e da arte, a visibilidade das demandas sociais inerentes à mulher, revelando a sua condição feminina no cotidiano da sociedade brasileira.

A iniciativa buscou integrar atividades socioculturais, resgatando obras musicais de compositores e compositoras em nível local, regional e nacional, que traziam uma linguagem poética de respeito e solidariedade às questões que envolvem as relações sociais entre homens e mulheres na sociedade. Alem de disso, o projeto resgatou e valorizou nesse universo, a mulher, a artista, a voz feminina na arte do canto, reinventando o mundo da poesia e da musica nas canções brasileiras.

O Projeto traz na sua história de 25 anos, uma série de acontecimentos culturais que fortalecem, além do ativismo artístico, social e cultural, registra um cenário musical na memória de Porto Velho, consolidando a dinâmica musical no universo da arte e da cultura. Torna-se, portanto, um ponto de encontro entre a música, às mulheres e a arte, numa viagem sonora de harmônicos instrumentos que ecoam sob a luz da cidade e sob o brilho da voz feminina.

O Canta Mulher desponta num recorde de produção de eventos musicais, tornando-se uma referência para a composição da história da arte e da música em Porto Velho. A iniciativa inaugura a agenda cultural de Porto Velho, se engaja pela história e memória de muitas mulheres, artistas, compositoras e intérpretes, que numa só voz, invocam “um canto pela Paz”, marcando a cena de mulheres que passeiam pelo palco da noite, da arte e da vida.

O Projeto Canta Mulher é realizado durante as comemorações do Dia 08 de Março- Dia Internacional da Mulher, articulando ações integradas no fomento da cultura local e do Desenvolvimento Regional. Desde sua primeira edição, o Projeto Canta Mulher é realizado com a fiel parceria do SISTEMA FECORMÉRCIO/SESC-Rondônia e diversas Instituições da sociedade civil, como sindicatos e ONGs como: Sindicatos dos Bancários(SEEB), dos Urbanitários(SINDUR), dos Telefônicos(SINTEL), dos Professores(SINTERO) e da Central Única dos Trabalhadores(CUT-RO), CPPT Cuniã.

CANTA MULHER 25 Anos: “um canto Pela Paz”

Esse ano o objetivo do projeto foi realizar a Agenda Cultural Canta Mulher: 25 Anos- “um canto pela Paz”, visando à difusão da cultura local e regional, produzida por mulheres na Amazônia, fortalecendo a participação feminina no contexto do Desenvolvimento Local.

Entre paralelas, numa roda viva, o canto delas, mistura linguagens musicais espalhando poesias, arte e harmonia, seguem pela esquina do tempo, em trilhos sonoros, revelando memórias e canções para rosas, mulheres de Holanda e Chiquinha Gonzaga em sensíveis partituras. Ganha volume, de corpo e alma, com mulheres de todos os cantos, com muita fascinação, corre pelas águas de março semeando solidariedade num sonhos Brasis e Gracias a la vida ecoam um canto pela paz!

Fonte: Coordenação Fórum Popular de Mulheres e Projeto Canta Mulher:  

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS