close
logorovivo2

Governo entrega nesta quinta (17) o Centro de Esporte e Lazer do Areal da Floresta

Governo entrega nesta quinta (17) o Centro de Esporte e Lazer do Areal da Floresta

DA REDAÇÃO

16 de Outubro de 2013 às 09:06

Governo entrega nesta quinta (17) o Centro de Esporte e Lazer do Areal da Floresta

FOTO: (Divulgação)

O Governo de Rondônia fará a entrega nesta quinta-feira, 17, a partir das 16 horas, do novo Centro de Esporte e Lazer do Areal da Floresta, que foi revitalizado numa ação conjunta entre  a Superintendência de Gestão de Suprimentos, Logística e Gastos Públicos Essenciais (Sugespe),  a Secretaria dos Esportes, da Cultura e do Lazer (Secel) e do Departamento de Obras e Serviços Públicos (Deosp), a exemplo de como aconteceu na reforma do Centro de Esporte e Lazer Deroche Pequeno Franco e do  Cedel da Avenida Jatuarana, na zona Sul.

 As equipes envolvidas com o trabalho fizeram o esforço necessário para cumprir o planejamento da obra, tendo como meta final o atendimento à população com mais uma obra de qualidade, que vai modificar a rotina dos moradores da localidade e proporcionar maior qualidade de vida.

 A reforma do espaço foi uma determinação do governador Confúcio Moura, que em visita às praças esportivas na capital, ficou bastante preocupado com a situação que estes locais apresentavam e determinou à Sugespe para que fossem feitas as obras de revitalização, com resultados positivos e conclusão no menor espaço de tempo possível.

O Centro de Lazer recebeu uma academia e equipamentos de ginástica para a prática de atividades físicas de pessoas idosas, além de reestruturação completa no campo de futebol, nas quadras esportivas. O espaço também está recebendo uma nova lanchonete, vestiários, playground, pista de caminhada, pista de skate e área de vivência, com  espaço para interação.

 A parte elétrica da praça foi inteiramente substituída e foram feitas instalações subterrâneas. Foram instaladas lâmpadas de vapor metálico e, na pista de caminhada foram instaladas lâmpadas fluorescentes compactas. O sistema elétrico é todo automatizado, conforme explicou o engenheiro eletricista, Tiago Santos, gerente de eficiência energética da Sugespe.

 Paisagismo

 O Cedel também recebeu novos jardins e toda a área, com dezesseis mil metros quadrados receberá paisagismo, com espécies Coccoloba, Andiroba, Sibipiruna, Palmeira Leque da Amazônia, Caroba-Roxa, Açaí de Touceira, Abacaba, Escariotas e Pitanga. Dois tipos de Ipê foram plantados no local dos estacionamentos, além de 1000 metros quadrados de grama, conforme explicou a engenheira florestal, Jennifer Lima, colaboradora da Sugespe.

Economia

 O superintendente da Sugespe, Waldo Alves explicou que todos os serviços foram feitos com mão de obra da superintendência, com pedreiros, carpinteiros, eletricistas e engenheiros. Além do mais, os materiais foram comprados com preços reduzidos, onde, uma obra que estava orçada por R$ 890 mil, foi possível realizar por R$ 230 mil. “Devolvemos uma praça para a comunidade, totalmente equipada, sem a necessidade de contratação de empresa para execução, a exemplo do parque de diversões, que foi feito por um funcionário da Sugespe. Nós compramos o material e ele mesmo projetou e concluiu a área de lazer das crianças. É por isso que fica mais barato, nesse novo modelo de gestão. A eficácia de prazo, mesmo com a chuvas repentinas, em 50 dias estamos entregando uma obra deste nível e, se fosse licitada, a entrega seria de em torno de seis meses a um ano, gastando, possivelmente, cerca de quatro vezes mais”, disse Waldo.

 Benefícios para a população

 De acordo com o superintendente, a população vai ser muito beneficiada. “Há uma carência muito grande de espaços recreativos e de lazer na cidade. Os pais não têm onde levar os seus filhos nos finais de semana e finais de tarde para a prática de atividades físicas. Estamos devolvendo este local para que as pessoas possam fazer caminhada, jogar futebol, enquanto os filhos estão no parquinho e se divertindo. É um espaço para toda a família. O governador se preocupou muito com essa questão quando fez uma visita a estes espaços e constatou o abandono, sem condições de uso. Ele pediu uma resposta rápida e é isso que a gente vem fazendo. Mesmo antes da entrega do centro esportivo,  a população já vem fazendo uso nos finais de semana, a carência é muito grande. Fazemos um apelo para que as pessoas cuidem destes locais, porque, não é só o fato da administração fazer,se a população não cuidar,  em pouco tempo eles estariam novamente sem estes espaços”.

 Recursos aplicados

 Sobre a questão da economia gerada, Alves relata que a Secel entrou com o material e a Sugespe,  com os serviços de mão de obra. Os recursos investidos são provenientes da Lei Pelé e vão ser aplicados nos esportistas e no esporte de um modo geral, na valorização dos atletas do Estado.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS