close
logorovivo2

Documentário de Beto Bertagna estréia neste domingo em todo o Brasil

Documentário de Beto Bertagna estréia neste domingo em todo o Brasil

DA REDAÇÃO

5 de Maio de 2007 às 14:20

Documentário de Beto Bertagna estréia neste domingo em todo o Brasil

FOTO: (Divulgação)

*O documentário que vem de Rondônia, encerrando a exibição dos documentários brasileiros do DOCTV II mostra histórias de pessoas beiradeiras, entrecortadas por outras pequenas histórias relacionadas ao rio Guaporé , retratando a diversidade cultural da fronteira do noroeste do Brasil com a Bolívia. Conta com as participações especiais do Professor-Doutor da Universidade Federal de Rondônia, Marco Antônio Domingues Teixeira , do poeta Thiago de Mello, do poeta Walter Bártolo , com trilha musical de Bado, Binho, Alkbal e do grupo Quilomboclada. *O líder quilombola José Soares Neto, o “Zeca Lula” narra a vida na comunidade de Santo Antônio do Guaporé, caminhando entre afloramentos de urnas funerárias indígenas. *O pequeno povoado tem o rio como único elo de ligação com a civilização e é constantemente ameaçado pelo sistema capitalista. *Mas às vezes o silêncio se sobrepõe, e o mais importante é a lentidão das águas e da sua gente... Em outro trecho o ex-delegado de Pedras Negras, Ambrósio Paes, questiona o passado e o presente de uma região abandonada pelo poder público. *Hoje Pedras Negras é um povoado fantasma, assombrado pelo avanço da soja, que chega já às margens da fronteira... *Paes introduz hinos à celebração centenária da Festa da Coroa do Divino Espírito Santo, que congrega os homens e mulheres que vivem no lado brasileiro e no lado boliviano do rio, como Versalhes, Remanso, Surpresa, Pimenteiras, Rolim de Moura do Guaporé e Costa Marques. *Com depoimentos de promesseiros e do bispo de Guajará-Mirim, Dom Geraldo Verdier, o documentário também mostra a ótica da ocupação portuguesa no século 18 com a obstinação do Capitão-General Dom Antônio Rolim de Moura que vem com ordens da Coroa para fundar Vila Bela da Santíssima Trindade, a primeira capital do Mato Grosso. *O quarto governador da Capitania do Mato Grosso, Luiz Albuquerque de Mello Pereira e Cáceres edifica o Real Forte Príncipe da Beira no apogeu do período colonial. *Portugal precisava assegurar uma rota entre as minas de ouro de Mato Grosso e Portugal, através dos rios Guaporé, Mamoré, as cachoeiras do Madeira , o Amazonas e o Oceano Atlântico. Mas duzentos e vinte anos se passam desde sua inauguração e até agora nenhum tiro foi disparado , não há nenhuma luta na história da monumental fortaleza. *A fuga de escravos formou comunidades quilombolas ao longo do rio Guaporé, as verdadeiras guardiãs da fronteira do Brasil. E que hoje buscam cidadania. *Abandono, segurança nacional, tráfico de drogas, isolamento, amor à pátria, ignorância, história e memória formam um mosaico de cores fortes. *Os teimosos guaporeanos continuam a passar dificuldades em meio ao paraíso natural. Afinal, que Brasil é este que começa no rio Guaporé, palco de tantas lutas no passado entre as Coroas Espanhola e Portuguesa e hoje completamente abandonado? *O documentário será exibido às 22h00 (hora de Rondônia) deste domingo pela TV Cultura de São Paulo (canal 29 Sky) , ViacaboTV, pela TV Educativa do Rio , TV Nacional de Brasília, Rede Minas, TVE da Bahia, TVE Rio Grande do Sul, TV Cultura do Pará (Funtelpa), TV Cultura do Amazonas, TV Aldeia do Acre e em todos os outros estados através de uma rede de emissoras educativas, para um público estimado pelo Ibope em mais de 3 milhões de expectadores. Em Porto Velho, a apresentação no Cineoca acontece às 17:00 hs.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS