close
logorovivo2

Entrevista histórica - Por Selmo Vasconcellos

POR SELMO VASCONCELLOS

12 de Dezembro de 2018 às 17:58

Entrevista histórica - Por Selmo Vasconcellos

FOTO: (DIVULGACÃO)

WILSON GUANAIS – São Paulo, SP.

15 de MAIO de 2010.

(Bastos, SP - 1972) publicou os livros: Cemitério de Navios (2005), Súbito (2006), Um poema pra Loba (2007), Longe Assim... (2008) e O aço, o ninho & outras fragilidades (2009). Organizou as coletâneas: Grande Encontro (1999), Angular (2004), Estações (2006) e Simbiose (2010).
Participação em mais de 100 antologias e coletâneas (CBJE, Igaçaba, Artez, virArte, Prêmio Escriba, Meireles Editorial, Asabeça e outros).
Vários textos incluídos em:
XXI POETAS DE HOJE EM DIA(NTE)
organizado por Priscila Lopes e Aline Gallina
Florianópolis: Letras Contemporâneas,2009.
Trilhas – Org. Euza Noronha.
Livro da tribo – Agenda, SP
Saciedade dos poetas vivos – Blocos, RJ
Agendas virArte – org. Edinara Leão, RS

SELMO VASCONCELLOS - Quais as suas outras atividades, além de escrever ?
WILSON GUANAIS - Sou pintor, escultor, fotógrafo e escravo.

SELMO VASCONCELLOS - Como surgiu seu interesse literário ?
WILSON GUANAIS - Foi na infância, nos primeiros anos de escola, eu estava na biblioteca folheando os livros quando a forma de um texto chamou a minha atenção, era um soneto do poeta Guilherme de Almeida, eu ainda não sabia nada sobre poesia nem o que era um soneto, naquele momento descobri que a beleza estava nas palavras e não nas ilustrações que recheavam o livro aberto em minhas mãos trêmulas.

SELMO VASCONCELLOS - Quantos e quais os seus livros publicados dentro e fora do País ?
WILSON GUANAIS - Cemitério de Navios (2005)
Súbito (2006)
Um poema pra Loba (2007)
Longe Assim... (2008)
O aço, o ninho & outras fragilidades (2009).

SELMO VASCONCELLOS - Qual (is) o(s) impacto(s) que propicia(m) atmosfera(s) capaz(es) de produzir poesia ?
WILSON GUANAIS - No meu caso é o exercício constante, estou sempre rabiscando algo, não consigo parar, não posso parar, eu sou assim.

SELMO VASCONCELLOS - Quais os escritores que você admira ?
WILSON GUANAIS - Tem muita poesia de qualidade circulando na internet, fiz uma lista enorme de autores (as) que admiro, visito suas páginas com certa regularidade, trocamos informações, poemas avulsos, livros e as vezes estabelecemos parcerias, penso que seria injusto citar um ou outro.

SELMO VASCONCELLOS - Qual mensagem de incentivo você daria para os novos poetas ?
WILSON GUANAIS - Viva!

Simples

Sou estas palavras
onde me encaixo
com tudo
que tenho

Com estas palavras
organizo hortas
e chuvas
de granizo.
*****
Poética

Tem que ser
de improviso
sem nenhuma
razão
de existir

Pedra lascada
do instante
inútil absurdo
abstrato

Se mastigo
demais
o poema acaba
engolido.
*****
Modalidade

eu também
não sei
voar


estou
sacudindo
as
Asas

: porque
Elas
existem.
*****
Sem pressa

sou poeta
de um poema
inacabado

: ainda
espero
o inesperado.
*****
Vasto

vamos ficar
assim
um instante
agarradinhos
acolhidos
um no outro

enquanto
o tempo
nos devora

nosso Amor
alimenta Deus

MAIS COLUNAS

Selmo Vasconcellos

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS