close

FECHADAS POR DECRETO: Estado fiscaliza fronteiras para combater propagação do coronavírus

As fronteiras onde circulam grande número de pessoas são monitoradas e foram fechadas por 15 dias

ASSESSORIA/GOVERNO RO

24 de Março de 2020 às 14:43

FECHADAS POR DECRETO: Estado fiscaliza fronteiras para combater propagação do coronavírus

O porto de Guayaramerín foi fechado para evitar a propagação da pandemia que assola o mundo. FOTO: (Divulgação)

Devido à propagação do novo Coronavírus ao redor do mundo, o governo de Rondônia tem agido de forma rápida para evitar o contágio em massa. As fronteiras onde circulam grande número de pessoas são monitoradas e foram fechadas por 15 dias, após publicação da Portaria nº 125 de 19 de março de 2020 que busca evitar a disseminação da pandemia.

 

A união de forças nesse momento é muito importante, segundo o gerente de integração de segurança e fronteira da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Davi Moroni. De acordo com o gerente de integração, o Núcleo Integrado de Inteligência de Fronteira (NIIF) , tem traçado estratégias junto às polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal e (PRF), Batalhão de Polícia de Fronteira e Divisas (Bpfron), Unidade de Fronteira do 6º Batalhão da Polícia Militar em Guajará-Mirim (Unesfron) Vigilância Sanitária municipal e Força Nacional para fiscalizar a entrada e saída de pessoas nessas regiões.

 

De acordo com o gerente, a circulação de  pessoas na fronteira entre a Bolívia e Rondônia chegava a 1000 por dia, com a suspensão de passagem, o número caiu para 20.

 

“Ontem (23) nenhum cidadão passou pela fronteira. Nosso trabalho é proteger quem entra e quem sai durante a pandemia”, destacou Moroni.

 

A fiscalização conta com a parceria das esferas municipal, estadual e federal para monitorar a fronteira.

 

A suspensão de entrada nas fronteiras foi publicada na última sexta-feira (20) e atinge várias regiões de fronteiras incluindo a Bolívia, país que faz divisa com o Estado de Rondônia.

 

portaria suspende por quinze dias a entrada de estrangeiros por rodovias ou meios terrestres, como forma de evitar a disseminação do coronavírus.

 

No último domingo (22), os órgãos que atuam na linha de frente perante as fiscalizações e monitoramentos voltaram a se reunir para realinhar as estratégias. As equipes estão colhendo denúncias sobre entradas ilegais no Brasil. Foi estabelecido que às 17h os estrangeiros e brasileiros, após passarem por procedimentos e triagem de equipes de saúde, possam regressar aos respectivos países.

 

PREVENÇÃO

 

A prevenção tem sido grande aliada para evitar a disseminação da pandemia que já chegou em Rondônia. Antes de registrar qualquer caso de coronavírus, o governo decretou quarentena e a confirmação veio com o decreto nº 24.887, de 20 de março de 2020, que mudou a rotina no Estado. Os serviços não essenciais estão suspensos e o pedido, em todo o país, é que as famílias permaneçam em casa, adotando todas as medidas de prevenção como: lavar sempre as mãos com água e sabão, usar álcool em gel, evitar tocas nos olhos, boca e nariz,e ao espirrar usar sempre lenços, e evitar aglomerações.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS