close

CORONAVÍRUS: Rondônia tem 84 casos suspeitos e estado começa a realizar exames

Apesar de o Governo pedir para que as pessoas permaneçam em suas, na manhã de hoje,19, na Caixa Econômica, na capital, formou-se uma enorme fila de pessoas na frente do banco

RONDONIAOVIVO

19 de Março de 2020 às 14:37

CORONAVÍRUS: Rondônia tem 84 casos suspeitos e estado começa a realizar exames

FOTO: (Divulgação)

A partir desta quinta-feira, 19/03, Rondônia começa a realizar os exames para detectar o Coronavírus. A informação foi repassada pelo governador Marcos Rocha, em transmissão feita via redes sociais.

 

Até agora esse trabalho era realizado pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, que atende à demanda de todo o país, junto com o Instituto Evandro Chagas, no Pará, e a Fiocruz, no Rio de Janeiro.

 

O governador explicou que antes, o material era coletado nos municípios e repassados ao Lacen (laboratório de referência no estado) e toda quarta-feira o Ministério da Saúde recolhia as amostras e enviava para São Paulo.

 

Lacen

 

Em Rondônia, os exames serão realizados pela equipe técnica do Lacen. Para fazer as análises foi capacitada uma biomédica no Instituto Evandro Chagas. Na manhã desta quinta, de acordo com o governador, chegaram os kits necessários para a realização dos testes. “Era o que estava faltando para começarmos esse trabalho”, revelou.

 

Casos suspeitos

 

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quinta-feira, que Rondônia já conta com 84 casos suspeitos de Coronavírus. Os estados do Acre e Amazonas já possuem casos positivos do Covid-19.

 

Decreto

 

Como medida de segurança, o Governo decretou desde a tarde da segunda-feira,16, o fechamento de cinemas, academias de ginásticas e casas de espetáculos. A determinação é válida por 15 dias. Na live de hoje ele reforçou o pedido para que as pessoas se mantenham em suas casas para evitar que o vírus se propague.

 

Apesar de o Governo fazer o alerta, a maioria da população não está obedecendo. Como exemplo, podemos citar o que ocorreu na manhã desta quinta-feira na agência da Caixa Econômica, da avenida Nações Unidas, em Porto Velho, quando uma fila de pessoas à espera de atendimento tomava toda a frente da instituição financeira, como se fosse um dia comum.

 

As aulas dos colégios públicos e particulares foram suspensas, assim como o atendimento ao público nos órgãos governamentais.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS