close
logorovivo2

PROTEÇÃO DOS ANIMAIS: Luisa Mell não mata pernilongos: "digo 'vai embora, por favor' e ele sai"

Ao ser questionada se, em uma situação de vida ou morte em uma selva, mataria um tigre, a ativista rebateu citando seu “instinto de sobrevivência”

VIRGULA

27 de Maio de 2019 às 14:16

PROTEÇÃO DOS ANIMAIS: Luisa Mell não mata pernilongos: "digo 'vai embora, por favor' e ele sai"

FOTO: (Divulgação)

Luisa Mell deu entrevista ao programa Pânico, da Rádio Jovem Pan, nesta terça-feira (14). A apresentadora falou sobre veganismo e seus projetos de proteção aos animais, com duras críticas a quem consome carne.

 

Os humoristas tentaram colocar Luisa contra a parede. Ao ser questionada se, em uma situação de vida ou morte em uma selva, mataria um tigre, a ativista rebateu citando seu “instinto de sobrevivência”. “Desculpa, se você for para cima do meu filho, eu não tenho dúvidas de que vou te matar. São instintos”, disse ela.

 

Ao continuar, ela criticou veementemente os consumidores de carne. “Mas eu não estou no meio da floresta. É um situação totalmente diferente das pessoas que estão em casa e acham bacana fatiar os animais, deixar que eles tenham uma vida miserável, só por causa da gula”, explicou.

 

Em seguida, ela foi questionada se mata insetos. “Não, não mato nem um bicho. Esse negócio de pernilongo… Eu sei que vou falar aqui e vão dizer que eu sou louca, vão rir de mim, mas eu não estou nem aí. Entra um mosquito no carro, o meu marido diz ‘olha, o pernilongo’. Eu digo: ‘deixa, eu vou conversar com ele e ele vai sair. Eu abro a janela e digo: ‘vai embora, por favor’; e o mosquito vai”, garantiu.

 

Ela disse que, no início do relacionamento, seu namorado Gilberto Zaborowsky também a chamava de “louca”, mas hoje acredita nela. Ao falar sobre os insetos, ela explicou a razão de não atacá-los. “Você sabia que a barata também tem nojo de nós? Se você encostar na barata, ela também vai se limpar depois”, disse.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS