close
logorovivo2

Modelo clássico do Fiat 500 agora faz parte de coleção do MoMA

Por meio de um comunicado, o MoMA afirmou que “o desenvolvimento de carros baratos e confiáveis, como o 500, foi fundamental para costurar comunidades e nações e cultivar um sentimento de liberdade de movimento na Europa pós-guerra”.

DA REDAÇÃO

7 de Julho de 2017 às 17:06

Modelo clássico do Fiat 500 agora faz parte de coleção do MoMA

FOTO: (Divulgação)

Um Fiat 500F Berlina produzido em 1968 entrou para a coleção do renomado Museu de Arte Moderna de Nova Iorque. O modelo contava com um motor na traseira, para maximizar o espaço interno e menos aço do que seus companheiros de linha de produção.

Por meio de um comunicado, o MoMA afirmou que “o desenvolvimento de carros baratos e confiáveis, como o 500, foi fundamental para costurar comunidades e nações e cultivar um sentimento de liberdade de movimento na Europa pós-guerra”.

Coincidentemente, o 500 celebra 60 anos de vida em 2017 e, entre 1957 e 1975, vendeu impressionantes quatro milhões de unidades. O modelo escolhido pela instituição é considerado o mais popular e foi produzido entre 1965 e 1972. “Adicionar essa obra-prima despretensiosa à nossa coleção permitirá expandir a história do design automotivo contada pelo museu”, disse Martino Stierli, curador chefe de arquitetura e design.

O Fiat 500F Berlina se junta à coleção permanente de carros do MoMA, que inclui um Cisitalia 202 GT 1946, Jeep M38A1 1952, Volkswagen Type 1 1959, Jaguar E-Type Roadster 1961, Porsche 911 1965, Ferrari 641 Formula One 1990, e um Smart ForTwo 1998.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS