close

TERROR: Jovem invade escola armado com faca e faz aluna refém

Adolescente é ex-aluno da instituição. Aos policiais, suspeito disse que planejou a ação e queria render uma professora

METRÓPOLES

30 de Outubro de 2019 às 17:18

TERROR: Jovem invade escola armado com faca e faz aluna refém

FOTO: (Divulgação)

Uma escola municipal de Vila Velha, no Espírito Santo, foi invadida por um adolescente de 17 anos, armado com uma faca, por volta das 14h desta quarta-feira (30/10/2019). Ele fez uma aluna de 9 anos refém, Depois de aproximadamente 40 minutos de negociação com a Polícia Militar, o suspeito liberou a estudante e foi detido. Não há informações sobre feridos. 

 

O caso aconteceu na Unidade Municipal de Ensino Fundamental Paulo César Vinha, em Residencial Jabaeté, na região da Grande Terra Vermelha.

 

De acordo com a prefeitura, o adolescente é ex-aluno da escola. O diretor contou que ele chegou ao prédio, subiu até o segundo andar e entrou em uma sala onde estavam 25 crianças e a professora.

 

Na sala de aula, ele ameaçou se matar e depois disse que mataria a professora. O adolescente conseguiu fazer a criança de 9 anos refém. Os outros alunos e a professora conseguiram fugir.

 

A Companhia Independente de Missões Especiais (CIMEsp) da Polícia Militar disse que foi acionada para a ocorrência às 14h15 e que, quando chegou ao local, policiais militares já estavam negociando a liberação da menina.

 

Sob efeito de remédios


Depois de se entregar, o adolescente foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Antonio Bezerra de Farias pois estava sob o efeito de remédios. Já a aluna foi liberada e está acompanhada por familiares.

 

Ainda de acordo com a prefeitura, as aulas na escola voltam à normalidade no período noturno.

 

Motivação


O diretor da escola explicou que o adolescente estudou na escola no primeiro semestre deste ano, no programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

O ex-aluno tem déficit de atenção e tinha acompanhamento de um profissional. A mãe dele contou ao diretor que ele estava depressivo e que tinha tirado os remédios nessa terça-feira (29/10/2019).

 

Aos policiais, o adolescente contou que planejou a ação e que tinha a intenção de fazer uma professora refém, pois tem lembranças ruins de uma educadora que o desencorajou a seguir o sonho de ser militar.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS