close

NEGLIGÊNCIA: Médico é suspenso depois que criança nasce sem partes do rosto

O obstetra português Artur Carvalho é acusado de negligência por não ter informado aos pais sobre a possibilidade de problemas congênitos

METRÓPOLES

26 de Outubro de 2019 às 11:29

NEGLIGÊNCIA: Médico é suspenso depois que criança nasce sem partes do rosto

FOTO: (Divulgação)

O obstetra Artur Carvalho foi suspenso por autoridades médicas portuguesas depois que vieram à público casos de negligência durante a realização de exames de pré-natal feitos por ele. As denúncias contra o médico começaram a surgir no início do mês, quando o bebê Rodrigo nasceu sem nariz, olhos e parte do crânio.

 

Apesar de terem feito pelo menos três ultrassonografias na clínica do obstetra, os pais da criança não foram avisados sobre os graves problemas congênitos do filho. Aos seis meses de gravidez, ao realizar o exame em outra clínica, com outro profissional, a mãe foi informada sobre a possibilidade de má formação fetal. Mas, ao consultar-se de volta com Carvalho, a hipótese foi refutada.

 

“Ele explicou que às vezes algumas partes do rosto não são visíveis (em ultrassons) quando o rosto do bebê está grudado à barriga da mãe”, afirmou a tia de Rodrigo a uma emissora portuguesa.

 

Rodrigo nasceu em 07/10/2019 no hospital São Bernardo em Setúbal, cidade a 40 km de Lisboa. Os pais decidiram relatar os fatos ao Ministério Público local e, a partir daí, foram levantadas denúncias mais antigas contra Carvalho que não foram apuradas. Descobriu-se ainda que, entre a população, ele tinha o apelido de Dr. Cinco Minutos, pela pouca atenção que dava a seus pacientes.

 

Os casos ainda estão em apuração, mas o médico está preventivamente suspenso por seis meses. (Com informações da BBC)

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS