close

FISCALIZAÇÃO: Facções obrigam líderes a informar se ex-membros estão frequentando a igreja

A prática se tornou comum e abriu uma estreita relação entre os pregadores e os criminosos que lideram as organizações criminosas

CONTILNET NOTÍCIAS

18 de Julho de 2019 às 17:59

FISCALIZAÇÃO: Facções obrigam líderes a informar se ex-membros estão frequentando a igreja

FOTO: (Divulgação)

“Eles exigem que a gente informe se aquela pessoa está vindo pros cultos. A gente envia áudio e até vídeo se for o caso”. A frase é de uma liderança evangélica que atua em uma igreja na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco.

 

O pastor, que por motivos óbvios não terá o nome publicado, confirma que os líderes de facções criminosas obrigam as igrejas a informarem se o novo convertido de fato, “mudou de vida”.

 

A prática, segundo a fonte, se tornou comum e abriu uma estreita relação entre os pregadores e os criminosos que lideram as organizações criminosas.

 

Recentemente, confirma o pastor, a igreja que ele coordenava, teve  que gravar um vídeo e enviar por meio de um aplicativo, para provar que o ‘ex-pecador’ estava firme na fé.

 

“Eles exigem que os caras fiquem na igreja. É a única garantia de que não sofrerão as consequências por terem abandonado a vida de crimes. Eles fazem o acompanhamento. Eles tem informante em todo lugar, né?”, observa.

 

Segundo as regras das facções criminosas, quando o integrante abandona uma organização, o ato é batizado de “rasgar a camisa”. Para não ser punido, na maioria das vezes com a morte, o dissidente só terá a garantia de que não será incomodado, se passar a frequentar uma igreja evangélica, e provar que de fato, saiu da vida do crime.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS