close

QUESTÕES: Moro terá que enviar detalhes de sua visita aos EUA para a Câmara

O ministro deverá explicar razões pela qual fez a viagem, incluindo datas, locais visitados e a pauta de reuniões realizadas no país

METRÓPOLES

25 de Junho de 2019 às 16:22

QUESTÕES: Moro terá que enviar detalhes de sua visita aos EUA para a Câmara

FOTO: (Divulgação)

O retorno do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ao Brasil promete ser agitado. Além de ter que prestar esclarecimentos na Comissão de Direitos Humanos (CDHM) da Câmara dos Deputados, na condição de convocado, após pedido do vice-líder do PCdoB, deputado Márcio Jerry (MA), ser protocolado na Casa, o chefe da pasta terá que dar mais informações sobre a sua agenda nos Estados Unidos (EUA) nesta semana. Entre os detalhes solicitados, estão a inclusão de datas, locais visitados e “a nominata das autoridades estadunidenses” que ele encontrou, assim como a pauta das reuniões feitas no país.

 

O ministro deve, segundo o documento, esclarecer as razões de Estado para o “ministro cancelar compromisso com quatro Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados sem prévio aviso e empreender viagem ‘repentina’ aos Estados Unidos da América”. Além disso, o requerimento pede a “relação de assessores e outros convidados que integraram a comitiva do Ministro, as despesas efetuadas durante a viagem e os resultados práticos da visita do Ministro para o Estado brasileiro e sua pasta ministerial, em particular”.

 

Moro deveria comparecer nesta quarta-feira (26/06/2019) na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) para falar sobre as mensagens que estão sendo reveladas pelo site The Intercept Brasil após um acordo selado entre presidentes de Comissões da Casa – Constituição e Justiça e de Cidadania, Direitos Humanos e Minorias, Fiscalização Financeira e Controle e Trabalho e de Administração e Serviço Público – e o líder do Governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO).

 

A agenda do ministro, no entanto, foi modificada com a inclusão de uma viagem aos Estados Unidos logo após a revelação de novas evidências das supostas tramas entre o ex-juiz e procuradores no último domingo (23/06/2019).

 

A quebra do pacto e a justificativa da viagem causaram mal-estar na Câmara, sobretudo na oposição. No requerimento de convocação apresentado, Jerry questiona o motivo de uma viagem “de última hora”, “para visitar órgãos de inteligência dos Estados Unidos da América, anteriormente envolvidos na espionagem de autoridades”.

 

Para o parlamentar, há claro indício de que “Moro traiu a magistratura federal ao ignorar a estrita observância das leis como juiz da Lava Jato”.

==

A mesa da Câmara deverá encaminhar o pedido ao ministro, que terá 30 dias para responder com os dados solicitados. Já o requerimento de comparecimento na CDHM será submetido à votação nesta quarta-feira e se aprovado, uma data deverá ser definida para a vinda de Moro à Comissão.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS