close
logorovivo2

RAIVA: Homem não aceita separação e incendeia as roupas da mulher e do filho

Ele já havia sido preso por agredi-la, mas ela deu uma chance e acabou vítima mais uma vez

O LIVRE

10 de Junho de 2019 às 14:37

RAIVA: Homem não aceita separação e incendeia as roupas da mulher e do filho

FOTO: (Divulgação)

Um homem de 47 anos foi preso nesse domingo (9) depois de ameaçar de morte a esposa, de 40 anos, e o filho dela, de 24 anos. Mais tarde, quando ela pediu a separação, por medo, ele incendiou todas as roupas da mulher e do filho.

 

O caso aconteceu na cidade de Araguaiana (570 km de Cuiabá, MT). A discussão do casal teve início no sábado (8), mas foi no domingo (9) que a mulher denunciou o companheiro, quando descobriu que ele havia saído das palavras e agido contra ela e o filho.

 

Conforme o boletim de ocorrência, o casal se relaciona há aproximadamente dois anos e dois meses e, durante esse período, a mulher já teria sido agredida pelo marido quando ambos moravam em Sorriso (400 km de Cuiabá).

 

À época, cerca de cinco meses atrás, ela chegou a denunciá-lo e ele foi preso em flagrante, porém, os dois fizeram as pazes e voltaram a morar juntos.

 

A prisão seguida pelo perdão, segundo a mulher, não fez com que o suspeito mudasse, pelo contrário, ele continuou a ofendê-la constantemente com palavras.

 

No sábado (8), durante a tarde, os dois estavam bebendo juntos em casa quando se desentenderam e iniciaram uma discussão verbal. Segundo o relato da vítima, o companheiro a xingou, disse que ela não servia para nada e ainda a ameaçou, dizendo: “Hoje eu preciso matar dois por aqui”, consta no boletim de ocorrência.

 

Como a mulher mora somente com o companheiro e o filho, de 24 anos, ela entendeu que “os dois” seriam ela e o filho. Com medo, pediu a separação e que o marido saísse de casa.

 

O homem, no entanto, disse que não tinha para onde ir e que ela teria que esperar o pagamento dele sair para só então ir embora. Com medo de ser agredida, ou assassinada, a mulher resolveu ela mesma sair de casa e foi para a casa de um amigo.

 

Na noite do sábado (8), segundo o boletim de ocorrência, o filho dela retornou à casa da família para dormir e não encontrou nem as roupas dele, nem as da mãe, e também percebeu que o colchão de casal do quarto da mãe havia desaparecido.

 

O jovem foi até o quintal e encontrou rastros de coisas queimadas, chegando à conclusão de que eram restos das coisas que estavam faltando na casa.

 

O suspeito ainda teria retirado uma geladeira, um botijão de gás e um ventilador da casa e escondido na casa de uma amiga dele – além de também ter queimado uma mesa e carregado toda compra de mantimentos da casa, deixando a companheira e o filho dela sem nenhuma roupa, sem móveis e sem alimentos, completamente desamparados.

 

Na manhã do domingo (9), a mulher procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência, afirmando querer representar criminalmente contra o companheiro.

 

Tentativa de fuga

 

Com a denúncia em mãos, por volta das 15 horas, uma equipe da Polícia Militar acompanhou uma investigadora da Polícia Judiciária Civil à casa da vítima e do suspeito e, ao chegar no local, encontrou o homem saindo da residência.

 

Os policiais pediram que ele os acompanhasse ao interior da casa e, conforme o boletim de ocorrência, ele começou a simular estar passando mal, alegando que só tem um dos pulmões, e pediu para sentar-se no chão.

 

Depois de alguns minutos, quando os militares solicitaram novamente que o suspeito os acompanhasse, ele se levantou correndo e tentou fugir, mas foi contido pelos policiais militares e pela investigadora da Polícia Civil.

 

O suspeito foi detido e algemado. Quando os policiais entraram na casa que ele estava saindo, encontraram o quintal em chamas e uma mala de roupas ainda pegando fogo, provavelmente com roupas da esposa que pediu separação.

 

Ao revistá-lo, os policiais encontraram uma caixa de fósforo nas vestes dele. Ele foi encaminhado para a delegacia, acusado de ameaça, dano e injúria (contra a esposa e o filho dela) e desobediência e resistência (contra os policiais no momento da prisão).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS