close
logorovivo2

VÍDEO: Advogado é preso por agredir porteiro que demorou a abrir o portão

O síndico do prédio relatou que o comportamento agressivo do advogado é reincidente

O LIVRE

3 de Maio de 2019 às 15:27

VÍDEO: Advogado é preso por agredir porteiro que demorou a abrir o portão

FOTO: (Divulgação)

O advogado N. L. B., de 36 anos, foi preso no último domingo (28) depois de agredir, ameaçar e xingar o porteiro do prédio em que ele mora, o Edifício Cecília Meireles, localizado no Bairro Duque de Caxias, em Cuiabá (MT)

 

A confusão teve início quando o advogado chegou ao prédio em uma caminhonete, parou em frente ao portão de estacionamento e buzinou. O porteiro saiu para verificar se era um morador. Porém, antes que isso fosse possível, o advogado já começou a gritar palavras de baixo de calão: “abra logo essa p…”.

 

O porteiro abriu o portão do condomínio, o advogado entrou, parou o veículo e, conforme o boletim de ocorrência, foi direto para a guarita, onde começou a xingar o porteiro com várias palavras ofensivas.

 

“Você é um vagabundo, safado, ladrão. Você, o síndico e o zelador estão juntos, é uma safadeza o que vocês estão fazendo. Você é ladrão, eu tenho provas”, disse o advogado, segundo consta no boletim de ocorrência.

 

Enquanto ofendia o porteiro, o advogado ainda deu chutes, tapas e socos nele, tentando fazer com que a vítima reagisse, o que não aconteceu.

 

Segundo o boletim de ocorrência, ele ainda ameaçou de morte o trabalhador, dizendo que iria dar um tiro na cabeça dele. As câmeras de segurança da guarita flagraram a ação. Veja o vídeo:

 

 

O suspeito chegou a subir até seu apartamento e, depois, retornou agredindo verbalmente o porteiro novamente, que, temendo por sua vida, ligou para a polícia via 190.

 

O síndico do prédio, de 42 anos, disse para os militares que também foi agredido verbalmente e ofendido pelo advogado, que ainda o teria ameaçado de morte dizendo: “vou te matar, encher sua cara de bala”, consta no boletim de ocorrência.

 

Além disso, o síndico afirmou que a agressividade do advogado é algo constante, visto que ele já ameaçou outros funcionários do prédio, mostrando que situações como a do domingo (28) é reincidente.

 

Com a denúncia do porteiro e o relato do síndico, o suspeito foi detido e encaminhado para a Central de Flagrantes de Cuiabá. As duas vítimas também foram levadas para a delegacia para serem ouvidas. Como o advogado estava muito alterado, ele precisou ser algemado. O caso foi registrado como injúria, ameaça e injúria real.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS