close
logorovivo2

BRUTALIDADE: Jovem morre com tiro na cabeça e namorado aparece assassinado hora depois

Antes de ser morto, Orlando Farias deu duas versões diferentes do que teria acontecido com Ana Cristina de Oliveira do Sacramento

MEIA HORA

28 de Março de 2019 às 16:15

BRUTALIDADE: Jovem morre com tiro na cabeça e namorado aparece assassinado hora depois

A jovem e o namorado A jovem e o namorado FOTO: (Arquivo Pessoal)

Uma adolescente de 16 anos morreu com um tiro na cabeça, na tarde desta quarta-feira, no Jardim América, na Zona Norte do Rio. De acordo com familiares de Ana Cristina de Oliveira do Sacramento, o namorado da jovem, Orlando Farias, 22, teria dado duas versões para o caso. Ele foi encontrado morto com dois tiros horas depois, próximo a uma igreja do mesmo bairro.

 

Na manhã desta quinta, a família de Ana Cristina estava bastante abalada na porta do Hospital Getúlio Vargas, na Penha, para onde ela foi levada pelo namorado. Eles contaram que não sabiam do relacionamento que a jovem mantinha e que ela estaria grávida.

 

"Os vizinhos nos disseram que ouviram um barulho de tiro e logo depois viram o Orlando saindo com a Ana nos braços, toda ensanguentada. Ele estaria bastante nervoso e a trouxe ao hospital", conta Kelly de Lima Oliveira, que é tia da adolescente.

 

Familiares da jovem estavam inconsolados no hospital - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

 

Os familiares dizem que souberam no hospital que Orlando deu outra versão para a história. Na unidade de saúde, ele teria dito que estava com a namorada em uma praça, quando foram vítimas de uma assalto e ela teria sindo baleada na cabeça.

 

Na casa da jovem foi encontrada uma mochila com roupas dela. Os familiares não sabem dizer se ela estaria preparando uma fuga com o namorado ou para a casa de parentes.

 

"Nós temos familiares em São João de Meriti, então pode ser que ela tenha pensado em ir para lá por causa da gravidez, mas não temos como confirmar", acrescenta Kelly.

 

Familiares da jovem na porta do Getúlio Vargas - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

 

Questionada sobre a investigação do caso, a Polícia Civil se limitou a dizer que ele foi registrado na 38ª DP (Vista Alegre) e que será transferido para a Delegacia de Homicídios da Capital (DH), que continuará as investigações. A secretaria ainda não retornou à reportagem sobre as investigações da morte de Orlando.

 

Ana Cristina tinha 16 anos - Arquivo Pessoal

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS