close
logorovivo2

HOMICÍDIO: Polícia prende mulher e amante por assassinato de comerciante

Os dois tinham um relacionamento extra-conjugal há dois anos e a mulher alimentava a raiva do amante para o marido

O LIVRE

20 de Fevereiro de 2019 às 11:33

HOMICÍDIO: Polícia prende mulher e amante por assassinato de comerciante

FOTO: (Divulgação)

Seis pessoas envolvidas na trama do homicídio de um comerciante no bairro Cidade Verde, em Cuiabá, foram identificadas pela Polícia Judiciária Civil, nas investigações conduzidas pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), que prendeu nesta semana quatro suspeitos do assassinato de Geraldo Jamil Siman Moreira, 51 anos, ocorrido no dia 18 de janeiro de 2019.

 

A vítima foi morta com três tiros na cabeça, em frente à própria casa. A esposa da vítima, Danielle Reis de Souza Siman, 36 anos, foi presa nesta quarta-feira (20). Ela é apontada pela Polícia Civil como uma das mandantes do homicídio junto com o suposto amante, Gabriel Brito Gabiato Pires, de 18 anos, que teria, segundo a PJC, contratado duas pessoas para execução do crime, sendo um deles Atailson Espírito Santo, 27 anos, que também foi preso.

 

 

Os três estão presos por ordem de mandado de prisão temporária (30 dias) e mais duas pessoas ainda são procuradas. Uma quarta pessoa também foi presa, mas não tem participação na execução do crime e deve ser liberada. Ainda há uma sétima pessoa que teria aparecido durante as etapas do pagamento, no entanto esta não foi identificada.

 

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, Atailson pilotou a motocicleta que conduziu o executor dos disparos, que está foragido. Ambos teriam ficado dois dias vigiando a rotina da vítima, até que conseguiram executar o assassinato encomendado pelo valor de R$ 15 mil, pago em parcelas.

 

Segundo as investigações comandadas pela delegada Eliane de Moraes, o piloto e o executor teriam ficado dois dias de tocaia em uma casa abandonada, ao lado da residência de Geraldo, esperando o momento certo para assassiná-lo. No dia 17 de janeiro, a vítima, que tinha o costume de sair bem cedo de casa, se atrasou e o plano foi adiado. No dia seguinte, 18 de janeiro, às 5 horas da manhã, Geraldo foi executado.

 

A investigação caminhou, inicialmente, com imagens de câmaras de segurança, que mostraram a motocicleta e pela placa os policiais chegaram até uma pessoa que informou aos policiais que havia vendido a motocicleta para Atailson.

 

O suspeito Atailson Espírito Santo foi preso no dia 7 de fevereiro e, segundo a assessoria da Polícia Civil, revelou à delegada que tinha sido contratado pelo filho do dono do supermercado, que fica em frente à casa da vítima. Essa pessoa seria o jovem Gabriel Brito Gabiato Pires, que teve a prisão cumprida no dia 14 de fevereiro.

 

A trama

 

Com a prisão de Gabriel, foi descoberta uma trama sórdida alimentada por Danielle Reis de Souza Siman, 36 anos, esposa da vítima. Segundo a Polícia Civil, a mulher mantinha há quase dois anos um relacionamento extraconjugal com Gabriel Gabiato Pires. Ela dizia a ele que sofria constantemente agressões físicas do marido e que um de seus dois filhos era fruto de estupro praticado pelo esposo, e o segundo engravidou em momento que ele (marido) tinha se aproveitado  do seu estado de embriagues. Ela também falava ao amante que não mantinha relações sexuais com o marido.

 

“Ela se passava de sofrida para Gabriel, alimentando raiva da vítima. Em nenhum momento ela [Danielle] tirou a ideia da cabeça dele”, disse a delegada.

 

A delegada Eliane de Moraes ressaltou que Danielle será interrogada na manhã desta quarta-feira (20), mas as investigações são contundente sobre sua influência para o cometimento do crime. Conforme a delegada, provas materiais depõem também contra a mulher.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS