close
logorovivo2

INTOLERÂNCIA: Homem chama o filho do colega de gay e é morto a tiros de pistola

Depois do crime, o homem fugiu com a motocicleta da vítima

O LIVRE

15 de Janeiro de 2019 às 11:22

INTOLERÂNCIA: Homem chama o filho do colega de gay e é morto a tiros de pistola

FOTO: (Divulgação)

A Polícia Civil procura um homem de 33 anos suspeito de ter matado um colega de trabalho, que tinha 61 anos. Segundo o boletim de ocorrência, o caso aconteceu na madrugada de segunda-feira (14), em uma fazenda do município de São José do Rio Claro (315 km de Cuiabá).

 

A morte de Waldemir dos Santos Oliveira somente foi descoberta depois que o acusado, identificado por Moisés Evangelista de Souza, ter batido à porta do vizinho, dizendo: “Fiz uma merda. Matei o Paraíba!”.

 

O vizinho contou que Moisés morava na fazenda há pouco mais de um mês, trabalhando com serviços gerais, e que, por volta das 21 horas de domingo, o homem cometeu o crime. Depois de confessar-lhe o assassinato, Moisés teria fugido em uma moto que pertencia ao idoso.

 

A Polícia Civil foi até a casa do idoso, que foi encontrado morto com marcas de tiro pelo corpo. Ao lado dele, uma pistola calibre 380, sem munições, havia sido deixada. Na casa, os policiais também encontraram uma espingarda calibre 20 e oito munições intactas.

 

De acordo com o vizinho, o crime teria sido motivado por raiva, uma vez que Waldemir teria chamado o filho do acusado de homossexual e ele teria ficado descontente.

 

Moisés Evangelista ainda está sendo procurado. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS