close
logorovivo2

VÍDEO: Homem é detido após agredir duas crianças em condomínio

Câmeras de seguranças flagraram as agressões que, assim como no caso da Octogonal, ocorreram na quadra de esporte do condomínio

CORREIO BRASILIENSE

18 de Dezembro de 2018 às 11:47

Nem mesmo a repercussão nacional sobre a agressão de dois adultos contra uma criança de 6 anos na Octogonal intimidou a ação de um homem, no Setor Bueno, em Goiânia (GO). O caso aconteceu nessa segunda-feira (17/12), uma semana depois do caso registrado no DF. José Roberto Furlanetto de Abreu Júnior foi detido após agredir duas crianças, uma verbalmente e a outra, fisicamente.

 

Câmeras de seguranças flagraram toda a ação. Assim como na Octogonal, a situação aconteceu na quadra de esporte de um condomínio. Nas imagens é possível ver José Roberto jogando bola com uma criança. Quando o homem fica distante e encosta-se no gol da quadra, surge a primeira vítima, de 5 anos, que chuta a bola.

 

Imediatamente, o homem se levanta e intimida a criança, a encurralando no canto da quadra. Em seguida, ele pega o menino de maneira bruta pelos braços e o arremessa no chão, no meio da quadra. O agressor ainda fala com alguém, que não aparece nas imagens, tentando justificar as agressões. 

 

O acusado vai em outra direção e discutir com alguém, que não aparece nas filmagens. No boletim de ocorrência, há a acusação de uma mãe que diz que Furlanetto agrediu verbalmente a filha dela, de 6 anos. Junto da mãe do menino agredido, ela acionou a Polícia Militar de Goiás, que prendeu o homem.

 

Ele foi encaminhado à Central de Flagrante e liberado após um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) ser feito. O homem responderá por lesão corporal e será investigado pela Delegacia da Criança e do Adolescente. No entanto, o Correio apurou que o caso não tinha sido encaminhado à unidade até a manhã desta terça-feira (18/12).

 

Caso Octogonal

 

Em 9 de novembro, crianças jogavam bola na quadra esportiva localizada no meio do condomínio na Octogonal. Imagens das câmeras de segurança mostram que o filho de um casal tropeçou sozinho, caiu e bateu a boca no chão, enquanto brincava com outro menino. O garoto sai da quadra e volta, minutos depois, acompanhado pelo pai. 

 

Nervoso, o homem segura a criança, de 6 anos, e manda que o filho, da mesma idade, bata no rosto do colega. Logo depois, a mãe, também alterada, chega ao local e empurra o menino agredido, que cai no chão. As outras crianças que estavam na quadra ficaram assustadas. É possível ver algumas delas chorando nas imagens. 

 

O casal de agressores não mora no condomínio. Eles passavam o dia na casa dos avós maternos da criança e desceram, depois ver o filho com os ferimentos na boca. Eles acreditavam que a criança havia sido agredida pelo colega. Por meio de nota, o advogado do casal afirmou que os clientes estão arrependidos.

 

O menino que sofreu a agressão também não mora no condomínio. Ele é de Feira de Santana (BA) e passava férias com a irmã, de 8 anos, na casa da tia, Jucinea Nascimento. A menina e o filho mais novo de Jucinea, de 9 anos, presenciaram o incidente.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS