close
logorovivo2

PARALISAÇÃO: Via Dutra tem engarrafamento devido a greve dos caminhoneiros

Dutra liberada para motoristas que seguem de Volta Redonda sentido Rio de Janeiro; em Piraí, KM 233, sentido Rio, manifestantes estão parados no acostamento d

DIÁRIO DO VALE

10 de Dezembro de 2018 às 09:11

PARALISAÇÃO: Via Dutra tem engarrafamento devido a greve dos caminhoneiros

FOTO: (Divulgação)

A greve dos caminhoneiros autônomos deflagrada na madrugada desta segunda-feira, 10, mantém cinco pontos de manifestação: dois deles na Via Dutra, na altura de Barra Mansa. No Km 275, sentido Rio de Janeiro, manifestantes ocupam o pátio de um posto de combustível. As duas faixas da pista estão liberadas para o tráfego, mas ainda é registrada lentidão de quatro quilômetros. Já no KM 290, também sentido Rio de Janeiro, manifestantes de concentram em um pátio de serviços e as duas faixas da pista estão liberadas, sem lentidão.

 

Segundo a Concessionária NovaDutra, que administra a Rodovia, em Piraí, KM 233, sentido Rio de Janeiro, manifestantes estão parados no acostamento da pista e o tráfego de veículos está livre. O mesmo ocorre no KM 92, em Pindamonhangaba (SP), onde as pistas sentidos Rio de Janeiro e São Paulo o tráfego também flui sem lentidão.

 

No início da manhã, a greve dos caminhoneiros provocou interdição do km 275, da Dutra, Bocaininha, em Barra Mansa. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) continua no local liberando o tráfego. Ainda de acordo com a PRF,  o congestionamento atingiu cerca de cinco quilômetros na pista da direita sentido Rio de Janeiro. Já na faixa da esquerda o fluxo é normal.

 

Motoristas que quiserem seguir viagem não estão sendo impedidos pelos manifestantes. Até mesmo caminhoneiros que não querem aderir o movimento estão sendo liberados. A pista sentido São Paulo está livre. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, de madrugada quatro caminhões tiveram os vidros atingidos por pedradas ao passarem pelo bloqueio em Barra Mansa. Os responsáveis não foram identificados.

 

Volta Redonda-Rio

 

Para quem sai de Volta Redonda sentido Rio de Janeiro, a Dutra está sem congestionamento e as duas pistas estão liberadas. Segundo a PRF, não registro de manifestação nesse trecho.

 

O advogado da Cooperabam (Cooperativa dos Caminheiros Autônomos de Barra Mansa), Eduardo Winck, disse que a paralisação foi decidida em reunião realizada na tarde desse domingo (09), e se deve à decisão liminar e monocrática (tomada por um só magistrado) do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Fux.

 

No dia 6 (quinta-feira), o ministro decidiu que a ANTT (Agência Nacional de Transporte  Terrestre) deve ser proibida de multar empresas que estejam pagando valores de frete abaixo do mínimo estabelecido em lei criada depois da greve que a categoria promoveu em meados do ano passado.

 

O objetivo do movimento é sensibilizar o plenário do Supremo a derrubar a liminar.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS