close
logorovivo2

PEDIDO: Embaixada dos EUA exige devolução de carros doados à Nicarágua

A embaixada os EUA na Nicarágua exigiu a devolução ou pagamento dos veículos doados ao país, por alegadamente terem sido utilizados para "reprimir violentamente" manifestações contra o governo.

OBSERVADOR.PT

28 de Junho de 2018 às 09:06

PEDIDO: Embaixada dos EUA exige devolução de carros doados à Nicarágua

FOTO: (Divulgação)

A embaixada dos Estados Unidos na Nicarágua exigiu na passada segunda-feira a devolução ou o pagamento dos veículos doados à Polícia Nacional do Nicarágua (PNN) por, alegadamente, os carros estarem a ser utilizados para “reprimir violentamente as vozes dos que pacificamente protestavam as ações do seu governo”.

 

Em comunicado, a embaixada esclarece que a decisão se deve ao facto de a polícia e “forças irregulares sob o seu comando” terem usado os veículos para suprimir manifestações não violentas contra o governo de Daniel Ortega.  Consideradas ilegítimas, estas ações representam na perspetivas dos EUA uma violação da Carta de Acordo assinada entre os dois governos na doação dos veículos.

 

O pedido foi confirmado pela embaixadora americana na Nicarágua, Laura Dogu, na conta oficial do Twitter.

Numa nota dirigida à imprensa, a polícia da Nicarágua desmentiu as acusações da embaixada americana. “A Polícia Nacional desmente categoricamente que os meios de transporte, doados pelo governo norte-americano, tenham sido usadas para reprimir manifestações pacíficas ou o transporte de forças irregulares”. A instituição esclarece ainda que os veículos em causa são utilizados para o apoio de jovens em situações de risco e pelas Unidades de Inspeção Móveis da Dirección Antinarcóticos.

 

A Nicarágua vive a mais violenta crise sócio-económica desde 1980. Os protestos começaram a 18 de abril deste ano, quando as manifestações contra as reformas fracassadas ao sistema de segurança social escalaram para exigências de demissão do chefe de Estado.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS